Caso a intervenção cirúrgica seja realizada, o tempo de recuperação seria ainda maior, deixando o atleta fora por um período entre seis e oito meses

A situação de Rafael Nadal parece não ser tão simples quanto aparentava. Nesta quinta-feira, o médico do tenista, José González, revelou que o atual número 3 do mundo pode estar sofrendo de uma tendinose no joelho, problema que ocorre quando se fica por um longo período com inflamação crônica no tendão. Por isso, o espanhol deve ficar ao menos três meses longe das quadras de tênis.

Nadal deve ficar, no mínimo, três meses afastado
EFE
Nadal deve ficar, no mínimo, três meses afastado

"A sua única alternativa possível é repouso, repouso e repouso. De concreto, ele deve ficar pelo menos três meses longe das atividades esportivas", frisou José González.

Deixe o seu recado e comente a notícia com outros torcedores

Mesmo existindo a possibilidade de a contusão ser tratada com descanso, um procedimento cirúrgico não pode ser completamente descartado. Nessa situação, caso a intervenção cirúrgica seja realizada, o tempo de recuperação seria ainda maior, deixando o atleta fora por um período entre seis e oito meses.

Veja também:  Treinador evita dar previsão de retorno de Rafael Nadal às quadras

"Ele é um jogador que, por seu estilo, precisa muito usar a potência física, então requer uma atenção maior. Seria bom que ele jogasse menos vezes, para que possa jogar em seu nível", acrescentou o médico.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.