A boa fase, com a conquista de títulos, parece estar de volta ao sérvio Novak Djokovic

Estadão Conteúdo

Djokovic foi campeão em Toronto ao bater Gasquet
Getty Images
Djokovic foi campeão em Toronto ao bater Gasquet

A boa fase, com a conquista de títulos, parece estar de volta ao sérvio Novak Djokovic. Depois de amargar derrotas em dois torneios de Grand Slam - Roland Garros e Wimbledon - e nos Jogos Olímpicos de Londres , na semana passada, o atual número 2 do mundo acabou com "jejum" de quatro meses e faturou, neste domingo, o título do Masters 1000 de Toronto, no Canadá, que é disputado em quadras de piso rápido. Na final, derrotou com facilidade o francês Richard Gasquet por 2 sets a 0 - com parciais de 6/3 e 6/2, em 1 hora e 2 minutos.

Essa é a terceira vez que Djokovic é campeão do Masters 1000 do Canadá, que tem uma alternância de cidades entre Toronto e Montreal a cada ano. A primeira foi em 2007 e segunda, no ano passado - quando bateu o ??? na decisão. Na carreira, agora são 31 conquistas, incluindo cinco títulos de Grand Slam (3 vezes no Aberto da Austrália, uma em Wimbledon e uma no US Open) e agora o 12.º troféu de um torneio da série Masters 1000.

O resultado em Toronto deixará Djokovic mais perto de retomar a liderança, que está com o suíço Roger Federer - a lista será atualizada nesta segunda-feira. O atual número 1 do mundo e o espanhol Rafael Nadal, terceiro colocado do ranking mundial da ATP, não disputaram o Masters 1000 no Canadá alegando problemas físicos. Já o britânico Andy Murray, por causa do desgaste provocado com a conquista do ouro olímpico em Londres, não aguentou jogar nem a partida de estreia e teve de abandonar a competição.

No confronto direto contra Gasquet, Djokovic ampliou ainda mais a sua grande vantagem, tendo vencido nada menos que sete dos oito duelos até o momento. A única vitória do francês aconteceu no piso sintético da Masters Cup de Xangai, em 2007. Desde então, sofreu seis derrotas consecutivas.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.