iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Tênis

16/10 - 11:02

Federer elimina Djokovic e volta a ser segundo no ranking

Com duas quebras, suíço venceu por 2 sets a 0, com parciais de 7/5 e 6/4 e voltou a ser o segundo melhor tenista no ranking da ATP

Gazeta Esportiva

Roger Federer entrou em quadra neste sábado querendo não apenas uma vaga na final do Masters 1000 de Xangai: além da classificação, o duelo contra Novak Djokovic valia a retomada do segundo lugar no ranking mundial. E o suíço conseguiu, batendo o sérvio por 2 sets a 0, parciais de 7/5 e 6/4.

De quebra, Federer ainda vinga a derrota na semifinal do Aberto dos Estados Unidos. Com 11 vitórias em 16 confrontos contra o rival, Federer vem se alternando com ele atrás de Rafael Nadal na lista da ATP. Aliás, mesmo eliminado precocemente na China, o espanhol continua soberano no topo do mundo.

Em um jogo de alto nível técnico, Federer começou acuado por Djokovic: ainda no quarto game, ele precisou de 11 minutos para confirmar seu serviço e fazer 2 a 2. A primeira quebra de saque da partida foi do suíço, no 6/5, mas até conseguir o feito, ele teve o saque ameaçado em nada menos que quatro oportunidades.

A ausência da capacidade de decisão custou o primeiro set ao sérvio. Mais confiante, Federer teve uma atuação digna de seus melhores dias na segunda etapa, que já começou com uma quebra de saque. Com 76% dos pontos vencidos em seu primeiro serviço, Roger se impôs de tal forma, que não deu chance para o perigoso adversário reagir.

Federer agora terá pela frente Andy Murray, contra quem já fez duas decisões em 2010: no Aberto da Austrália, vencida por ele, e no Masters 1000 de Toronto, onde acabou derrotado. O histórico da partida aponta pequena vantagem para o escocês, que sete êxitos em 12 duelos.


Leia mais sobre: Roger Federer Novak Djokovic Masters 1000 de Xangai

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo
Contador de notícias