iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Tênis

13/09 - 23:04

Nadal bate Djokovic na final do Aberto dos EUA e fecha Career Slam

Espanhol derrotou sérvio, faturou o torneio norte-americano pela primeira vez e agora tem todas as taças de Grand Slams do tênis no currículo

iG São Paulo

Rafael Nadal precisou nesta segunda-feira de três horas e 43 minutos de jogo, interrompidos por conta da chuva, para derrotar o sérvio Novak Djokovic por 3 sets a 1, parciais de 6/4, 5/7, 6/4 e 6/2, e conquistar seu primeiro Aberto dos Estados Unidos. Aos 24 anos, ele chega ao nono título de Grand Slam e completa o "Career Slam", obtendo o título dos quatro maiores torneios do tênis.

Além do inédito triunfo em Nova York, seu sexto troféu na atual temporada, o tenista número um do mundo tem na carreira outras oito conquistas de Grand Slam: cinco de Roland Garros (2005, 2006, 2007, 2008 e 2010), duas de Wimbledon (2008 e 2010) e uma do Aberto da Austrália (2009).

Para chegar pela primeira vez à decisão do torneio norte-americano, Nadal passou por outros seis tenistas. Em ordem cronológica: Teymuraz Gabashvili (Rússia), Denis Istomin (Uzbequistão), Gilles Simon (França), Feliciano Lopez (Espanha), Fernando Verdasco (Espanha) e Mikhail Youzhny (Rússia).

Nesta segunda-feira, embora Djokovic tenha abrilhantado sua conquista, especialmente pelas inúmeras oportunidades de quebra de serviço que impediu, Nadal foi superior em quase todos os quesitos. Teve mais aces e melhor aproveitamento do saque e cometeu menos erros não forçados.

Eles não se encontravam em uma decisão desde a temporada passada, quando disputaram dois títulos de Masters 1000. Nadal levou a melhor tanto em Roma quanto em Monte Carlo. Djokovic, no entanto, já tinha na conta a final do Aberto dos EUA de 2007, a qual perdeu para o suíço Roger Federer, atualmente número 3 do mundo.

AFP
Os finalistas do US Open com os respectivos troféus na quadra de Flushing Meadows
Os finalistas do US Open com os respectivos troféus na quadra de Flushing Meadows

O jogo
O espanhol aproveitou o início ruim do adversário, quebrou logo o primeiro game e não teve dificuldade para abrir vantagem. Djokovic confirmou o saque em seguida, depois de sair de um 0-30 e, no quarto game, manteve o ritmo forte para devolver a quebra. Mas, com o set empatado em 2/2, Nadal conseguiu outra quebra, mesmo tendo desperdiçado três break points consecutivos, e levou a vantagem até fechar a parcial em 6/4.

Djokovic voltou mais consistente no segundo set. No quarto game, ele teve uma tripla oportunidade de quebra e a confirmou na primeira. Empolgado, venceu também o game seguinte em quatro pontos e abriu 4/1. O espanhol, no entanto, se recuperou: entre duas confirmações de serviço, ele devolveu a quebra e empatou em 4/4. Quando Djokovic voltava a sacar, a chuva chegou e forçou a paralisação da partida, com uma hora e 39 minutos de bola em quadra.

Passada a chuva, os dois tenistas confirmaram seus serviços até que, com 6/5, Djokovic saiu de um 30-0 no 12º game para um set point. E não desperdiçou a chance: surpreendeu Nadal com uma devolução de saque no fundo de quadra e viu o espanhol dar um passo atrás para mandar a bola na rede.

O sérvio começou a terceira parcial confirmando seu serviço, mas uma dupla falta já mostrou o que viria pela frente. O terceiro game deixou claro o nervosismo de Djokovic, que resistiu a três break points, mas ainda assim teve o serviço quebrado. Com 3/1, o espanhol se mostrou muito mais seguro em quadra, ao passo que o número 2 do mundo encontrou muitas dificuldades e não teve forças para responder à quebra: 6/4 a favor de Nadal.

O quarto set confirmou o domínio de jogo de Nadal, que quebrou o serviço do sérvio no terceiro e no quinto games. Depois, diferentemente da semifinal, em que salvou dois match points do suíço Roger Federer, Djokovic sucumbiu ao maior tenista da atualidade, que fechou a quarta parcial em 6/2.

Os recordistas
Agora, Nadal se une a outros seis nomes que já alcançaram o Career Slam: Fred Perry, Andre Agassi, Don Budge, Rod Laver, Roy Emerson e seu grande rival Roger Federer. Ele é o segundo mais jovem a conquistar tal feito, sendo superado apenas por Don Budge, que o faturou aos 22 anos de idade.

O espanhol ainda alcança um feito maior, se tornando o segundo tenista da história a completar o "Career Slam", ou seja, vencer os quatro Grand Slams e ainda a medalha de ouro nos Jogos Olímpicos. Além de Nadal, campeão em Pequim 2008, o americano Andre Agassi, vencedor em Atlanta 1996, também possui o feito.

Veja todos os vencedores do Aberto dos EUA 2010:

Simples masculino: Rafael Nadal (ESP)
Simples feminino: Kim Clijsters (BEL)
Duplas masculinas: Mike e Bob Bryan (EUA)
Duplas femininas: Vania King (EUA) e Yarolava Shedova (CAZ)
Duplas mistas: Liezel Huber e Bob Bryan (EUA)
Simples masculino juvenil: Jack Sock (EUA)
Simples feminino juvenil: Daria Gavrilova (RUS)
Duplas masculinas juvenis: Duilio Beretta (PER) e Roberto Quiroz (EQU)
Duplas femininas junvenis: Timea Babos (HUN) e Sicane Stephens (EUA)

*com agências


Leia mais sobre: Rafael Nadal Novak Djokovic Aberto dos Estados Unidos Grand Slam Career Slam tênis

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


AFP

rafael nadal final aberto eua

Nadal vibra
Com o apoio dos familiares na quadra, o número 1 do tênis confirmou a soberania

Topo
Contador de notícias