iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Tênis

22/03 - 10:55

Organizadores admitem mudar sede de Roland Garros
As obras no atual local custariam 200 milhões de euros. Já um novo estádio teria um custo de 600 milhões de euros

Agência Estado

A Federação de Tênis da França afirmou que Roland Garros precisa se tornar maior e revelou a possibilidade de trocar de local para seguir competitivo em comparação com os outros três Grand Slams. Atualmente, a sede do torneio é em Porte d’Auteuil de Paris.

Gilbert Ysern, diretor-geral da federação, disse nesta segunda-feira que a entidade estuda a possibilidade de trocar o local do tradicional torneio e que uma decisão deverá ser tomada no próximo ano.

"Vivemos em um mundo muito competitivo. Os outros três torneios de Grand Slam melhoraram muito nos últimos 20 anos e nós estamos parados", disse Ysern. "Tanto no que se refere aos serviços que oferecemos aos jogadores como no relativo às instalações", completou.

Ysern disse que quatro projetos estão sendo estudados, incluindo um que mudaria o lugar de disputa de Roland Garros para a região do castelo de Versalhes. O Grand Slam também poderia continuar sendo disputado em Roland Garros, mas seria necessário que novas instalações fossem construídas.

"Se continuarmos aqui em Roland Garros, precisamos de uma quadra central coberta. Podemos construir uma quadra nova com teto dentro do complexo ou agregar um teto à quadra central", afirmou.

As obras no atual local custariam 200 milhões de euros. Já um novo estádio nos arredores de Paris teria um custo de 600 milhões de euros.


Leia mais sobre:

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo
Contador de notícias