iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Tênis

16/11 - 09:54

Bellucci fecha ano como 36 do mundo e pode ser cabeça na Austrália

Federer poderia ter garantido a liderança do ranking em Paris, mas decepcionou ainda pode ser superado por Nadal

Redação iG Esporte e Gazeta Esportiva

  • Leia mais sobre tênis no iG Esporte


SÃO PAULO - A fase de Thomaz Bellucci é tão boa que até mesmo quando ele não entra em quadra sobe no ranking de entradas. Devido à queda de adversários diretos, o brasileiro atingiu nesta segunda-feira a melhor colocação de sua carreira e, como 36 do mundo, pensa seriamente em ser um dos 32 cabeças-de-chave do próximo Aberto da Austrália.

Ao contrário dos principais tenistas do mundo, Bellucci encerrou sua temporada em 1º de novembro, quando venceu a etapa brasileira da Copa Petrobrás em São Paulo. Enquanto já começa a pensar na preparação para o ano que vem, galgou duas posições na lista da ATP, visto que o romeno Victor Hanescu e do alemão Andreas Beck caíram, e só precisa ganhar mais quatro para ser cabeça de um Grand Slam de forma inédita.

Para melhorar sua situação, o paulista fez campanha ruim no início de 2009 e assim não tem pontos a defender nos torneios que antecedem o Aberto da Austrália, marcado para 18 de janeiro. Na próxima temporada, o tenista deve começar suas atividades no ATP 250 de Brisbane, a partir do dia 3.

Nadal ainda pode ser número 1: Com grande vantagem como líder do ranking de entradas, Roger Federer poderia ter garantido essa condição até o fim do ano durante o Masters 1000 de Paris. Porém, decepcionou na estreia contra Julien Benneteau e ainda pode ser ultrapassado por Rafael Nadal.

Em todo caso, a eliminação do espanhol na semifinal ante Novak Djokovic ainda deixou o suíço tranquilo. Na Masters Cup, que encerra a temporada e começa em 23 de novembro, Federer continuará como número 1 se ganhar todos os três jogos da primeira fase ou se for à decisão do torneio. Para avançar na lista, Nadal precisa torcer para que essas duas combinações não aconteçam e ainda faturar o título - caso seja vice-campeão, esperará que o rival deixe Londres apenas com derrotas.

Confira como ficou o ranking de entradas:

1. Roger Federer (SUI) - 10.150 pontos
2. Rafael Nadal (ESP) - 9.205
3. Novak Djokovic (SER) - 7.910
4. Andy Murray (ESC) - 6.630
5. Juan Martín del Potro (ARG) - 5.985
6. Andy Roddick (EUA) - 4.410
7. Nikolay Davydenko (RUS) - 3.630
8. Fernando Verdasco (ESP) - 3.300
9. Robin Soderling (SUE) - 3.010
10. Jo-Wilfried Tsonga (FRA) - 2.875
11. Fernando González (CHI) - 2.870
12. Radek Stepanek (TCH) - 2.625
13. Gael Monfils (FRA) - 2.610
14. Marin Cilic (CRO) - 2.430
15. Gilles Simon (FRA) - 2.275
16. Tommy Robredo (ESP) - 2.175
17. Tommy Haas (SUI) - 1.855
18. David Ferrer (ESP) - 1.795
19. Mikhail Youzhny (RUS) - 1.690
20. Tomas Berdych (TCH) - 1.655

36. Thomaz Bellucci (BRA) - 1.021
88. Marcos Daniel (BRA) - 573
144. Júlio Silva (BRA) - 362
151. Thiago Alves (BRA) - 343
154. Ricardo Mello (BRA) - 340
186. João 'Feijão' Souza (BRA) - 264
193. Franco Ferreiro (BRA) - 249
195. Ricardo Hocevar (BRA) - 248


Leia mais sobre: tênis Federer ranking da ATP Thomaz Bellucci

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Divulgação

Thomaz Bellucci

Thomaz Bellucci
Brasileiro melhorou a sua posição no ranking da ATP com derrota de adversários diretos

Topo
Contador de notícias