iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Tênis

02/12 - 14:52

Ex-jogador norte-americano ameaça Sharapova de morte e é preso
Leonard Taylor sofre de paranóia esquizofrênica e ameaçou também seu ex-treinador

Gazeta Esportiva

WASHINGTON (Estados Unidos) - A falta de remédios fez com que o norte-americano Leonard Taylor, de 32 anos, diagnosticado com paranóia esquizofrênica, tivesse um surto. O ex-jogador de futebol americano entrou em contato com seu antigo treinador e ameaçou de morte uma das atletas mais famosa do mundo: a russa Maria Sharapova. A polícia dos Estados Unidos, no entanto, informou que o ex-jogador de futebol americano foi preso na última semana.

Taylor, defensor do time de futebol americano da Universidade de Wisconsin entre os anos de 1995 e 98, passou a ameaçar por telefone seu ex-técnico, Barry Alvarez. atualmente diretor atlético da faculdade. Nas ligações, ele dizia que mataria Alvarez e a família do treinador, além de Sharapova e da família da russa.

O acusado não chegou a entrar em contato direto com a tenista, mas desde o mês de setembro vinha realizando ameaças seguidas por meio de Alvarez. Os oficiais, então, entraram em contato com Taylor, que prometeu parar com as ameaças.

Entre os dias 24 e 25 de novembro, ele voltou a agir e deixou nada menos do que 29 mensagens de voz no telefone celular de seu ex-treinador. Em alguma delas, Taylor dizia que queria se casar com Sharapova; em outras,dizia que queria matar a russa e toda a família da tenista.

Segundo a polícia, o pai de Leonardo Taylor relatou que o filho tem uma esquizofrenia paranóica diagnosticada e há três meses decidiu parar de consultar seu terapeuta e de tomar os medicamentos.


Leia mais sobre: Leonard Taylor paranóia esquizofrênica Sharapova



Alerta de Gols Receba notícias pelo seu celular

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo