iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Tênis

24/11 - 15:16

Nalbandián diz que apesar da derrota não deixará equipe argentina

Jogador compareceu perante a imprensa para explicar como se sente mal após fim de semana que chamou de "nefasto"

EFE

MAR DEL PLATA (Tênis) - Após um péssimo fim de semana para a equipe argentina, o tenista David Nalbandián rompeu hoje o silêncio, falou sobre a "pior derrota", a sofrida no domingo contra a Espanha na final da Copa Davis, e confirmou que não deixará o grupo.

Nalbandián assegurou que vai seguir "defendendo as cores argentinas da melhor maneira possível" e que espera que o novo capitão da equipe lembre dele.

O tenista diz ser "uma honra" representar seu país e, após seis anos participando da Copa Davis, frisou que o balanço geral "é bom", apesar da derrota sofrida frente à Espanha. O jogador compareceu perante a imprensa para explicar como se sente mal após um fim de semana que chamou de "nefasto", no qual todas as esperanças de ganhar a Davis terminaram.

"As coisas estavam prontas para que ocorressem bem, estávamos jogando bem, treinando, muito concentrados, estávamos muito otimistas", confessou o tenista. "Fiquei louco com a derrota como jogador, como torcedor, pela paixão com que vivo a Copa Davis", destacou Nalbandián.

O tenista desmentiu os rumores do fim de semana sobre uma suposta briga com seu companheiro de dupla, Agustín Calleri, no vestiário, após o fim da partida contra Feliciano López e Fernando Verdasco.

Segundo ele, foram momentos "muito duros e tensos" para ele, que se considera um jogador "muito passional", mas não houve briga. "É uma pena que distorçam as coisas e me incomoda que sem saber o que aconteceu façam isso", lamentou Nalbandián.


Leia mais sobre: David Nalbandián Copa Davis



Alerta de Gols Receba notícias pelo seu celular

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo