iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Tênis

23/11 - 16:09

Espanha desbanca Argentina e conquista o tri
Fernando Verdasco superou Jose Acasuso e marcou o terceiro ponto para o seu país, que foi campeão fora de casa

Gazeta Esportiva

MAR DEL PLATA (Argentina) - Pela primeira vez em sua história, a Espanha conquistou um título da Copa Davis fora de casa. Neste domingo, a equipe capitaneada por Emilio Sanchez Vicário garantiu o terceiro pontos sobre a Argentina na quadra do clube Islas Malvinas, em Mar del Plata, e assegurou o troféu.

Este é o terceiro título espanhol na Davis. Em cinco finais disputadas anteriormente, os europeus foram campeões em 2000 e 2004 superando, respectivamente, Austrália e Estados Unidos.

O ponto decisivo dos espanhóis foi conquistado por Fernando Verdasco, que superou Jose Acasuso por 3 sets a 1, parciais de 6/3, 6/7 (3-7), 4/6, 6/3 e 6/1, no primeiro jogo de simples deste domingo. Meramente para cumprir tabela o quinto jogo, se for realizado será entre o argentino David Nalbandian e Feliciano Lopez.

Anunciado para o jogo apenas 30 minutos antes do início do confronto, Verdasco demonstrou boa recuperação depois do duelo de duplas na véspera e quebrou o serviço de Acasuso já no terceiro game. O argentino ainda tentou a reação, mas foi vencido por fáceis 6/3 na parcial. No segundo set, Acasuso voltou com mais disposição e abriu 3/0. Verdasco teve uma chance de quebra no quinto game, mas o local conseguiu confirmar seu saque.

Reuters
esp


Mesmo com a pressão da torcida, o espanhol devolveu a quebra no game seguinte e voltou para o jogo. Com mais uma quebra em favor do visitante o confronto chegou ao empate em 5/5 e foi mesmo para o desempate. No tiebreak Acasuso soube tirar vantagem do jogo no fundo de quadra, forçando as falhas de Verdasco para fechar em 7/6 (7-3).

Na parcial seguinte, o domínio argentino foi ainda mais evidente. Sacando bem e com muita agressividade, Acasuso não deu chances a Verdasco, que caiu vencido por 6/4 com um ace decisivo no décimo game.

Verdasco foi buscar a reação no quarto set para desespero da torcida, que foi chamada atenção várias vezes por causa do barulho. Melhor no serviço, o espanhol chegou a 5/2. Acasuso confirmou seu saque no game seguinte e deixou a decisão nas mãos de Verdasco, sacando para igualar o jogo com 6/3 na parcial.

O quinto e decisivo set começou com Acasuso recebendo massagem na barriga. Se o sul-americano dava sinais de problemas, Verdasco esbanjava disposição e conseguiu duas quebras nos primeiros games para abrir 3/0 na parcial. Acasuso reverteu uma desvantagem de 30-0 e esteve próximo de quebrar o adversário, mas uma devolução na rede permitiu a Verdasco confirmar seu serviço.

Acasuso confirmou seu primeiro serviço apenas no quinto game, mas entregou o ouro, devolvendo na rede no saque de Verdasco, que ficou a apenas um game de definir a partida. O argentino conseguiu salvar dois match points, mas no terceiro uma devolução certeira no meio da quadra definiu a partida.

A Espanha chegou a Mar del Plata tendo os anfitriões como favoritos após o anúncio de que Rafael Nadal, número 1 do mundo, não poderia participar do torneio. Com o apoio da torcida, que lotou a arena todos os dias, os argentinos começaram bem na melhor-de-cinco com vitória de Nalbandian sobre David Ferrer.

No final da tarde, contudo, teve início o revés. Juan Martin del Potro, que já estava jogando com infiltração no pé para agüentar um problema nas unhas, foi superado por Lopez e ainda deixou a quadra com uma contratura na coxa direita.

No sábado, o capitão Mancini teve de mudar sua estratégia escalando Nalbandian para jogar com Agustin Calleri contra Lopez e Verdasco, que levaram a melhor, colocando a Espanha na dianteira. Agora, o algoz de Acasuso pode comemorar com a sua namorada Ana Ivanovic, a bela sérvia número 2 do mundo.


Leia mais sobre: Fernando Verdasco Copa Davis



Alerta de Gols Receba notícias pelo seu celular

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


AP

O homem do título
Namorado da musa Ivanovic, Verdasco superou a pressão argentina e deu a taça à Espanha

Topo