iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Tênis

16/11 - 08:20

Djokovic dá show e quebra jejum de títulos

Sérvio não comemorava uma conquista desde maio, mas conseguiu vencer Davydenko na final em Xangai

Gazeta Esportiva

XANGAI (China) - Desde maio sem comemorar títulos, o sérvio Novak Djokovic voltou ao ponto mais alto do pódio em grande estilo. Neste domingo, ele sagrou-se campeão da Masters Cup com uma vitória arrasadora sobre o russo Nicolay Davydenko por 2 sets a 0, parciais de 6/1 e 7/5.

AFP
Jelena Ristic, namorada de Djokovic, gostou da dedicatória feita pelo namorado

Disputada este ano na China, a Masters Cup é um torneio que reúne os oito melhores tenistas da temporada. No entanto, o líder do ranking mundial Rafael Nadal abdicou da disputa para não agravar uma lesão em seu joelho. Já o número 2 da lista da ATP, o suíço Roger Federer decepcionou e caiu ainda na fase de grupos.

Para conquistar a vitória neste domingo, Djokovic usou a mesma estratégia com a qual seu rival havia obtido êxito na semifinal contra Andy Murray: a agressividade. Isso, aliado à técnica refinada, fez os torcedores se lembrarem dos jogos que o sérvio fez para se sagrar campeão do Aberto da Austrália, no começo do ano, quando ele se firmou de vez entre os melhores do mundo.

O ritmo de Novak começou alucinante, pegando o russo de surpresa: com poucos minutos de partida, o placar já marcava 5 a 0 para o terceiro melhor tenista do mundo. Com tamanho domínio do adversário na etapa, restou a Davydenko apenas confirmar o seu serviço e evitar o que seria um humilhante “pneu” na final de um dos torneios mais importantes da temporada.

No segundo set, o russo melhorou sua apresentação, mas ainda assim ficou longe de um nível que ameaçasse o inspiradíssimo Djokovic. Já no segundo game que contou com saque de Davydenko, o serviu conseguiu uma quebra e marcou 2 a 1.

Alternando boas jogadas com erros não-forçados, o russo até salvou match points do rival, que voltou a sentir a pressão na hora de fechar a partida. Entretanto, nada foi suficiente para mudar o resultado do duelo e o novo dono da taça, que nos últimos dois anos ficou com Federer.

Outra boa notícia para Djokovic é que, com o êxito na China, ele se aproxima bastante do suíço no ranking mundial. Entretanto, logo depois das férias, ele terá que defender os pontos obtidos com a vitória no Aberto da Austrália e, em caso de fracasso, poderá despencar na lista da ATP.


Leia mais sobre: Novak Djokovic Nicolay Davydenko



Alerta de Gols Receba notícias pelo seu celular

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


AFP

Vencedor apaixonado
Com o troféu da Masters Cup na mão, Djokovic fez questão de apontar para sua namorada, na platéia

Topo