iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Tênis

16/11 - 17:35

Djokovic aponta para ser número 1 do mundo em 2009

“Não quero ser o quinto colocado do ranking, nem o quarto, o terceiro, o sexto, o sétimo ou o oitavo. Quero mais", disse o sérvio, que acabou como 3° melhor do ano

Gazeta Esportiva

XANGAI (China) - Após vencer a Masters Cup neste domingo e encostar em Roger Federer no ranking de entradas da ATP, o sérvio Novak Djokovic adiantou sua meta para a temporada de 2009 no circuito profissional do tênis masculino: ser o melhor do mundo. Para isso, contudo, o atual terceiro colocado admitiu que precisa evoluir em seu estilo de jogo.

“Quero ser muito mais do que eu já sou”, declarou Djokovic, que em 2008 venceu seu primeiro Grand Slam, no Aberto da Austrália, e fechou a temporada com sua primeira Masters Cup após derrotar na final o russo Nikolay Davydenko neste domingo por 2 sets a 0, com parciais de 6/1 e 7/5.

“Não quero ser o quinto colocado do ranking, nem o quarto, o terceiro, o sexto, o sétimo ou o oitavo. Quero mais”, prosseguiu o sérvio de Belgrado. “É claro que, para isso, talvez eu precise mudar alguma coisa, pois para vencer os melhores do mundo você precisa ter um algo a mais. Mas vou tentar descobrir a chave para vencer esses caras”, prosseguiu.

No ranking da temporada de 2008, Djokovic terminou colado em Federer – que ao longo do ano deixou a primeira posição do ranking de entradas para o espanhol Rafael Nadal.

Nos números da Corrida dos Campeões, o sérvio ficou com 1.059 pontos, enquanto o suíço terminou com 1.061. Nada, mesmo não tendo participado do torneio em Xangai por causa de uma tendinite no joelho direito, fechou com uma vantagem consistente sobre os dois adversários: 1.335.


Leia mais sobre:



Alerta de Gols Receba notícias pelo seu celular

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo