iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Tênis

12/11 - 13:59

Sem Nadal, Federer aponta Argentina como favorita na final da Davis
"Agora que ele não estará em quadra, acho que está 65% a 35%", disse o tenista sobre o favoritismo da Argentina

 

EFE

XANGAI (China) - O tenista suíço Roger Federer afirmou hoje que, sem Rafael Nadal, a Argentina fica com vantagem para conquistar a final da Copa Davis diante da Espanha, de 21 a 23 deste mês, na cidade sul-americana de Mar del Plata.

"Sempre pensei que as chances fossem de 50% para cada um, talvez um pouco mais para a Argentina quando Nadal ainda jogaria. Agora que ele não estará em quadra, acho que está 65% a 35%", comentou o atual número dois do mundo à Agência Efe.

"Nunca se sabe, mas ainda acho que a Argentina provavelmente vencerá", comentou o suíço, que disputa a Masters Cup de Xangai.

Na China, Federer venceu hoje sua primeira partida no grupo vermelho da Masters Cup ao superar o tcheco Radek Stepanek por 2 sets a 0, com parciais de 7-6(7-4) e 6-4.

O tenista, número 26 do mundo e primeiro reserva, ocupou o lugar do americano Andy Roddick, número seis da lista, deixar o torneio por lesão.

"Você sempre está preparado para notícias como esta, mas soube depois do aquecimento. Acho que talvez fosse mais fácil jogar com Andy que contra Radek, que jogava pela primeira vez a Masters Cup", comentou.

Federer, que perdeu para o francês Gilles Simon na estréia, precisa agora vencer o escocês Andy Murray, já classificado, para estar nas semifinais.

"Se vencer, é uma situação muito parecida com o que ocorreu ano passado, com exceção do fato de que consegui vaga antecipadamente", afirmou.

Ao falar sobre as declarações de Murray, que disse ter vencido Federer três vezes e quer que esta seja a quarta, o suíço assegurou que "seria estúpido se dissesse outra coisa".

"Deve ser interessante, ele é um jogador excelente e teve um grande final de temporada. Ele pegou mais confiança, isso é uma diferença enorme especialmente numa revelação que tem um grande potencial. Não acho que Andy quer chegar às semifinais com uma derrota", ressaltou.

Federer disse que passou mal após a derrota para Simon, e sequer treinou ontem.

"Acho que tive sorte com a programação da partida para mais tarde e com a saída de Andy. Radek não jogou com suas próprias raquetes e isso é mais um pouco de sorte", comentou.


Leia mais sobre:



Alerta de Gols Receba notícias pelo seu celular

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo