iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Tênis

27/10 - 16:44

Derrota em Paris faz Safin cogitar aposentadoria
"Não sei o que aconteceu. Não consegui encontrar meu ritmo e o meu jogo em quadra", disse o atleta

Agência Estado

MOSCOU (Rússia) - O tenista russo Marat Safin, ex-número 1 do ranking mundial, afirmou nesta segunda-feira que vai aproveitar os próximos dias para pensar em seu futuro no esporte. Atualmente 31º na lista da ATP, ele perdeu por 2 sets a 0 para o argentino Juan Monaco, 49º colocado, por 2 sets a 0, em parciais de 6/0 e 7/6 (7/4).

"Não sei o que aconteceu. Não consegui encontrar meu ritmo e o meu jogo em quadra", disse o atleta, atualmente com 29 anos. "Tenho de pensar em tudo o que tem acontecido. Não tenho pressão, não tenho nada a perder ou a provar para alguém. Só quero estar confortável com a decisão que tomar, seja ela qual for."

Na partida contra Monaco, Safin perdeu o primeiro set e os dois primeiros games do segundo em apenas 24 minutos de disputa. Em um de seus games de serviço, ele cometeu quatro duplas faltas. O desempenho abaixo da crítica fez o russo perceber que precisa de uma pausa.

"Tenho de sentar, relaxar e curtir a minha vida longe do tênis por uns dois meses. Depois vamos ver. Se eu sentir que quero continuar jogando, continuarei. Se não, estará tudo acabado", disse Safin, que não conquista um título desde o Aberto da Austrália de 2005.


Leia mais sobre:

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo
Contador de notícias