iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Tênis

17/09 - 11:05

Nadal não teme cansaço na semifinal da Copa Davis contra EUA

Copa Davis é o principal desafio do tenista espanhol no restante da temporada, segundoo site oficial do torneio

Reuters

MADRI (Espanha) - O tenista número 1 do mundo, Rafael Nadal, não teme que o cansaço acumulado durante a longa temporada seja um fator a se levar em conta nas semifinais da Copa Davis entre Espanha e Estados Unidos, no final de semana. 'Gostaria de ter um pouco mais de descanso depois do Aberto dos Estados Unidos, mas estou preparado para fazer um grande esforço, já que a Copa Davis é meu principal desafio no que resta da temporada', disse o espanhol, segundo o site oficial do torneio.

A equipe norte-americana chega a Madri com a esperança de frustrar as esperanças da Espanha na semifinal do torneio por equipes, apesar de não poder contar com dois de seus jogadores principais e de ter que disputar o confronto diante da equipe quase indiscutivelmente a melhor do mundo no saibro.

Os Estados Unidos, que derrotaram a Rússia no ano passado para ficar com o título, não poderão contar com o número 10 do mundo, James Blake, e com Bob Bryan, que divide com seu irmão gêmeo Mike a primeira posição do ranking de duplas.

A equipe norte-americana dependerá do excelente serviço de Andy Roddick para tentar roubar pontos do número 1 do mundo, que nunca perdeu uma partida individual na Davis, ou que Sam Querrey, número 39 do mundo aos 20 anos, consiga um pequeno milagre.

O capitão dos EUA, Patrick McEnroe, se mostrou impassível sobre as possibilidades de Querrey diante de Nadal.

'Veremos', disse, sorrindo para o novato na Davis. 'Ele joga sua primeira partida contra a Espanha, fora de casa, contra aquele que é quase sem dúvida o melhor jogador de saibro de todos os tempos. Por isso, Sam... será melhor que você ganhe, não é?'

Tanto Querrey como o substituto de Bryan, Mardy Fish (que estava organizando seu casamento quando foi convocado na semana passada), perderam de Nadal em Nova York, no Aberto dos EUA, mas ambos ganharam um set do espanhol.

Seja qual for o resultado, o local escolhido para a disputa de 19 a 21 de setembro -- a arena de toros de Las Ventas -- promete ser espetacular.

'É um cenário perfeito porque honra nossos jogadores, que são muito lutadores e batalhadores. Tudo está espetacular, virá muita gente e as condições são muito boas para jogar tênis', declarou o capitão espanhol, Emilio Sánchez Vicario.

A escolha de Madri não agradou em um primeiro momento a equipe espanhola porque a altitude da capital, 660 metros acima do nível do mar, favorece o serviço dos americanos.

'Temos algo a nosso favor, que é a altitude ', disse Querrey à Reuters, depois de treinar na quadra, com capacidade para 21.000 pessoas.

'Sempre é um sonho jogar a Davis. Não tirei o sorriso do rosto desde que Patrick me convocou.'

Completam a equipe espanhola o número 5 do mundo, David Ferrer, Fernando Verdasco, número 15, e Feliciano López, que aspira repetir sua vitória de 2004 sobre os Estados Unidos em Sevilha.

A outra semifinal será disputada por Argentina e Rússia.


Leia mais sobre:



Alerta de Gols Receba notícias pelo seu celular

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo
[x] fechar