iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Tênis

04/09 - 11:36

Nadal celebra fim do jejum em Nova York: 'Já é um bom torneio'

Espanhol chegou à semifinal nos EUA pela primeira vez e já se considera satisfeito, mesmo se perder o título

Gazeta Esportiva

  • Nadal bate Fish e avança pela 1ª vez à semi do US Open
  • Veja como foi o jogo ponto a ponto
  • Murray quebra invencibilidade de Del Potro e espera por Nadal
  • Serena vence irmã e pega Safina na semifinal nos EUA
  • Federer enfrenta 130º do ranking para ir à semifinal

  • NOVA YORK (Estados Unidos) - Ainda que a grande temporada o tenha colocado na primeira posição do ranking de entradas, Rafael Nadal continua optando pela modéstia em suas entrevistas coletivas. Na conversa com os jornalistas na madrugada desta quinta-feira, logo após bater Mardy Fish, o espanhol afirmou que, mesmo que caia nas semifinais do Aberto dos Estados Unidos, já terá realizado um grande torneio.

    Em partida que começou apenas às 23h30 (horário local) de quarta-feira e, portanto, só terminou no dia seguinte, Nadal superou o grande início de Fish para aplicar uma virada por 3 sets a 1, com 3/6, 6/1, 6/4 e 6/2, superando finalmente o tabu de nunca ter chegado às semifinais do Grand Slam norte-americano nas cinco tentativas anteriores.

    “Foi uma vitória muito importante para mim porque quero jogar bem em todos os lugares e sinto que no passado eu não havia feito isso aqui (em Nova York)”, vibrou o espanhol, que por outro lado surpreendeu ao parecer já satisfeito com o fato de estar entre os quatro melhores em Flushing Meadows. “Agora já é um bom torneio para mim, aconteça o que acontecer nas duas últimas rodadas”.

    Com essa declaração, Nadal aproveitou também para lembrar mais uma vez que não tem apresentado o seu melhor nível de jogo nos EUA, muito em função do cansaço acumulado da seqüência de fases finais disputadas. “Eu seria estúpido se não estivesse feliz por ir às semifinais do US Open, pois a temporada é muito longa e cheguei um pouco cansado, mas não estou jogando como há três semanas em Pequim (nos Jogos Olímpicos). Espero estar 100% para as semis”.

    Questionado sobre o adversário que o impede de comemorar uma vaga na decisão do último Grand Slam do ano, Andy Murray, o número um do mundo optou pelo respeito e minimizou o retrospecto de vitórias em todos os cinco jogos disputados contra o escocês. “Ele está jogando bem, é um ótimo atleta e pode ganhar o título. Quando o venci em Toronto (no fim de julho), foi uma partida muito acirrada. Então será bastante duro novamente”.


    Leia mais sobre: Rafael Nadal US Open



    Alerta de Gols Receba notícias pelo seu celular

    > Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


    Reuters

    Feliz da vida
    Rafael Nadal joga bolinha para o público após vencer MArdy Fish e chegar à semifinal do US Open

    Topo
    [x] fechar