iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Tênis

01/09 - 17:53

Em nota oficial, Ferrer pede desculpas por ofensa às mulheres
O tenista valenciano ofendeu a árbitra de cadeira que o advertiu, no jogo contra Kei Nishikori após ser eliminado  

Gazeta Esportiva

NOVA YORK (Estados Unidos) - Com a cabeça mais fria depois de ser eliminado do Aberto dos Estados Unidos no sábado, o espanhol David Ferrer admitiu ter cometido uma gafe durante sua partida contra o japonês Kei Nishikori.

O tenista valenciano, que havia ofendido a árbitra de cadeira após ser advertido, emitiu um comunicado à imprensa nesta segunda-feira pedindo desculpas pelas declarações em quadra.

Antes de ser eliminado por Nishikori por 3 sets a 2 (6/4, 6/4, 3/6, 2/6 e 7/5), Ferrer havia recebido um warning da juíza e, insatisfeito, não deixou passar em branco: “Por que uma advertência? É normal, você é uma mulher. As mulheres não podem fazer nada”, disparou.

Dois dias depois e já em sua casa, na Espanha, Ferrer veio a público tentando consertar o erro. “Foi uma bobagem o que eu disse. Estava nervoso e não pensei no que estava dizendo. Nunca quis subestimar uma mulher e queria pedir desculpa a todas as pessoas que ficaram ofendidas”, declarou.

Ferrer confessou que explodiu contra a juíza por causa de sua insatisfação com a apresentação em quadra contra o japonês número 126 do mundo. “Estava muito insatisfeito comigo mesmo e acabei descontando na arbitragem. Mas espero que aceitem as minhas desculpas”, prosseguiu o espanhol, antes de concordar com todas as críticas recebidas após as declarações.


Leia mais sobre:



Alerta de Gols Receba notícias pelo seu celular

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo
[x] fechar