iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Tênis

18/08 - 09:01

Nadal inicia reinado com 770 pontos de vantagem sobre Federer

ATP finalmente confirmou a liderança do espanhol , que abriu mais vantagem na frente ao ser campeão olímpico

Gazeta Esportiva

SÃO PAULO - Quatro anos e seis meses, ou 237 semanas depois, Roger Federer não aparece mais na liderança do ranking de entradas. Nesta segunda-feira, enfim a ATP confirmou que o suíço foi ultrapassado por Rafael Nadal.

Como acaba de ser campeão olímpico, o espanhou ainda comemora por ter iniciado o seu reinado com uma vantagem considerável para o maior rival: 770 pontos.

Na prática, a passagem de Nadal à ponta da lista era questão de mera formalidade, pois ele já havia garantido sua ascensão no Masters Series de Cincinnati, há duas semanas, e só não assumiu a primeira posição antes devido à incompatibilidade entre os calendários de 2007 e 2008, mudado em função do encaixe das Olimpíadas de Pequim.

Nesta segunda, enfim foram descontados os pontos referentes aos Masters norte-americano do ano passado, o que fez Federer perder 500 pontos porque era o atual campeão. Além disso, o suíço viu sua desvantagem subir para expressivos 770 tentos (6700 a 5930) porque caiu nas quartas-de-final na China, enquanto o representante de Maiorica faturou o ouro.

Com as credenciais de ter garantido três dos quatro títulos mais importantes do ano já disputados (venceu Roland Garros e Wimbledon, sendo que só não se deu bem no Aberto da AUstrália), Nadal se tornou o 24º homem a liderar o ranking de entradas, criado em 1973, e quebrou um reinado de 237 semanas consecutivas de Federer.

Entre os espanhóis, o jovem de 22 anos se tornou o terceiro tenista a ser o número um do mundo, depois de Carlos Moya (liderou por duas semanas em 1999) e Juan Carlos Ferrero (ficou na ponta por dois meses em 2003). Entretanto, o dono de oito troféus somente nesta temporada tem condições de manter seu posto por muito mais tempo que seus compatriotas, visto que tem um número menor de pontos a defender até o restante desta temporada: 825, contra 2.100 do suíço, que em 2007 faturou o Aberto dos Estados Unidos e a Masters Cup.

Ameaça Djokovic: Para piorar a situação de Federer, em virtude dos títulos expressivos que ele conquistou no segundo semestre de 2007 Novak Djokovic tem chances reais de assumir o segundo posto do ranking.

Com 5.105 pontos, o sérvio dificilmente superará o tenista da Basiléia no Grand Slam dos EUA, em que é o atual vice-campeão, mas na seqüência defenderá apenas o título do Torneio de Viena, sendo que realizou campanhas ruins nos Masters Series de Paris e Madri e na Masters Cup.

Del Potro mantém arrancada: No restante da nova lista da ATP, o maior destaque segue sendo Juan Martín del Potro. O argentino conquistou em Washignton o seu quarto troféu consecutivo e por isso subiu mais dois postos no ranking, chegando a um inédito 17º posto.

Entre os demais, outro representante da Argentina, David Nalbandian, retomou sua sétima posição, aproveitando queda do norte-americano James Blake, que também perdeu terreno para Andy Roddick.

Medalhista de prata em Pequim-2008, o chileno Fernando González também teve motivos para comemorar nesta segunda-feira: saiu da 15ª para a 11ª posição e ficou muito próximo de retornar ao grupo dos dez melhores do mundo.

Confira como ficou o novo ranking de entradas:

1. Rafael Nadal (ESP) – 6.700

2. Roger Federer (SUI) – 5.930

3. Novak Djokovic (SER) – 5.105

4. David Ferrer (ESP) – 2.865

5. Nikolay Davydenko (RUS) – 2.700

6. Andy Murray (ESC) – 2.415

7. David Nalbandian (ARG) – 1.975

8. Andy Roddick (EUA) – 1.845

9. James Blake (EUA) – 1.825

10. Stanislas Wawrinka (SUI) – 1.695

11. Richard Gasquet (FRA) – 1.585

12. Fernando González (CHI) – 1.615

13. Fernando Verdasco (ESP) – 1.425

14. Ivo Karlovic (CRO) – 1.405

15. Tommy Robredo (ESP) – 1.360

16. Gilles Simon (FRA) – 1.350

17. Juan Martín del Potro (ARG) – 1.345

18. Nicolas Almagro (ESP) – 1.305

19. Jo-Wilfried Tsonga (FRA) – 1.265

20. Nicolas Kiefer (ALE) - 1.225


Leia mais sobre:

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo