iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Tênis

04/08 - 11:13

Daniel e Bellucci caem no ranking, mas Brasil tem 11 no top 300
Na lista divulgada nesta segunda pela ATP, o País voltou a aumentar seu número de jogadores entre os 300 melhores do mundo

Gazeta Esportiva

SÃO PAULO - Ainda que seus dois principais representantes, Marcos Daniel e Thomaz Bellucci, não tenham se destacado na última semana, o tênis brasileiro continua avançando no ranking de entradas. Na lista divulgada nesta segunda-feira pela ATP, o país voltou a aumentar seu número de jogadores entre os 300 melhores do mundo: agora são 11 nessa condição.

Se obviamente não pode ser comparado a potências como os Estados Unidos, a Espanha e até a Argentina, não há dúvidas de que o tênis profissional do Brasil vem em uma crescente, já que ao fim de 2007 os canarinhos não contavam com nenhum top 100, sendo que apenas seis brasileiros figuravam no top 300.

Nesta segunda-feira, a situação do esporte no país ficou ainda melhor, embora Daniel e Bellucci não tenham muito o que comemorar. Sem atuar na última semana, o gaúcho deixou a 74ª posição e voltou à 77ª devido a bons resultados de rivais diretos. Já o paulista também perdeu terreno: eliminado na primeira rodada do Masters Series de Cincinnati, ele caiu cinco colocações e agora é o número 82 do mundo.

Se os dois principais brasileiros conheceram trajetória descendente na ATP, panorama diferente é encarado pelos demais. Mesmo sem ter entrado em quadra na semana passada, Franco Ferreiro segue colhendo os frutos pela boa temporada de torneios challenger realizada na Europa e atingiu o melhor ranqueamento da carreira: é o 136º colocado, 19 lugares à frente de Thiago Alves, que voltou a avançar ao só parar nas semifinais no evento de mesmo nível disputado em Cordenons, na Itália.

Se não possui outros representantes no top 200, o Brasil se vê cheio de representantes na faixa seguinte da lista da ATP. Como na última semana foi realizado o Challenger de Belo Horizonte, tenistas como André Miele (que passou da 163ª para a 229ª posição) e Caio Zampieri (da 265ª para a 241ª) aproveitaram a chance de jogar em casa para disparar no ranking.

Já André Ghem preferiu não atuar na capital mineira, mas também conseguiu se dar bem ao chegar às semifinais de outro challenger, realizado em Saransk, na Rússia. Semifinalista no Leste Europeu, o gaúcho galgou 35 postos até alcançar a 279ª colocação, exatamente uma à frente de Daniel Silva.

Os outros três brasileiros entre os 300 melhores do mundo não tiveram vida longa em Belo Horizonte. Desse modo, Ricardo Mello (206º colocado do ranking), Ricardo Hocevar (211º) e João “Feijão” Souza (212º) tentarão retomar o caminho das vitórias nesta semana, na disputa do Challenger de Campos do Jordão.

Confira os melhores brasileiros no ranking de entradas:

77º Marcos Daniel – 541 pontos

82º Thomaz Bellucci – 530

136º Franco Ferreiro – 335

155º Thiago Alves – 294

206º Ricardo Mello – 198

211º Ricardo Hocevar – 190

212º João Souza – 190

229º André Miele – 163

241º Caio Zampieri – 158

279° André Ghem – 130

280° Daniel Silva – 130


Leia mais sobre:

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo