iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Tênis

30/07 - 08:52

Após sobreviver, Federer avisa: 'Ainda não perdi o número um'
Aliviado depois de conseguir a reviravolta sobre Ginepri em Cincinnati, o suíço garante que a pressão não o assusta

Gazeta Esportiva

CINCINNATI (EUA) - Nesta terça-feira, Robby Ginepri esteve muito perto de alcançar no Masters Series de Cincinnati uma das vitórias mais expressivas de sua carreira e de colocar a liderança do ranking de entradas praticamente nas mãos de Rafael Nadal. Entretanto, o norte-americano desperdiçou a chance de sacar em 6/5 e 1 set a 0 de vantagem diante de Roger Federer, permitindo uma incrível virada do suíço.

Atuando com o apoio da torcida, Ginepri mostrou muita força mental ao se salvar dos inúmeros break points que Federer teve à disposição durante toda a partida, até começar a cair a partir do fim da segunda parcial, definida em favor do “visitante” por 7/6 (7-5). Na seqüência, um implacável marcador de 6/0 para o tenista da Basiléia o manteve provisoriamente na liderança da lista da ATP: precisa chegar pelo menos à semifinal para não dar chances a Nadal de ascender ao topo na próxima semana.

Aliviado depois de conseguir a reviravolta sobre o representante local, o suíço garante que a pressão para segurar a ponta não o assusta. “Eu gosto do desafio de ser o número um do mundo. Estou em uma grande disputa pelo ranking e, se eu perder a liderança, gostaria de tê-la de novo.

Apesar de elogiar o atual momento vivido por Nadal, atualmente a apenas 300 pontos de seu somatório no ranking, Federer não se dá por vencido na corrida contra o espanhol. “Ele foi o número dois por muito tempo, então se assumir o primeiro lugar, merecerá. Mas ele ainda não fez isso, você sabe. Ainda estou me sustentando lá, e espero que consiga ter uma boa seqüência depois desse jogo”.


Leia mais sobre:

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo