iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Tênis

15/07 - 11:40

Com dores no ombro, Coria abandona e segue sem vencer
Coria não consegue se apresentar em alto nível há mais de dois anos

Gazeta Esportiva

KITZBUHEL (Áustria) - As condições físicas ruins mais uma vez derrubaram o argentino Guillermo Coria. Nesta terça-feira, o ex-número três do mundo realizava boa partida diante do austríaco Alexander Peya, válida pela primeira rodada do Torneio de Kitzbuhel, mas não resistiu a dores no ombro que o fizeram abandonar logo após vencer o primeiro set por 7/5.

Vice-campeão de Roland Garros em 2004, época em que era um dos melhores tenistas do circuito mundial, Coria não consegue se apresentar em alto nível há mais de dois anos, desde quando uma série de lesões começaram a comprometer sua promissora carreira. Atualmente com 26 anos, o tenista cumpre uma atual temporada bastante modesta, tendo sido eliminado na estréia em sete das dez competições que disputou.

Em Kitzbuhel, ele teve nas mãos a grande chance de diminuir esse retrospecto negativo, uma vez que enfrentava Peya, apenas o 162º colocado do ranking de entradas e que precisou de um convite para entrar na chave principal do evento. Entretanto, uma contusão, desta vez no ombro direito, voltou a atrapalhar os planos do argentino, que desistiu do duelo logo depois de vencer a primeira parcial por 7/5, em 49 minutos de bola em quadra.

Sem ter nada a ver com os problemas físicos do atual número 564 do mundo, que conheceu assim a sua quarta derrota seguida, Peya segue vivo e pode enfrentar na próxima rodada o principal favorito ao título do torneio. Trata-se do italiano Andreas Seppi, que estréia nesta terça no saibro austríaco diante do francês Nicolas Devilder.


Leia mais sobre:

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo