iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Tênis

11/07 - 16:22

Técnico quer dar ‘quilometragem’ a Bellucci nas quadras rápidas

A meta do treinador é fazer com que Bellucci esteja apto também para jogar em alto nível nos outros pisos

Gazeta Esportiva

SÃO PAULO - Depois de ver o pupilo Thomaz Bellucci assumir a condição de tenista número um do Brasil apesar de ter disputado apenas quatro torneios oficiais, o técnico Leonardo Azevedo pretende fazer com que o jovem de 20 anos ganhe confiança nas quadras rápidas.

Embora o atual 68º do mundo seja especialista em saibro, a meta do treinador é fazer com que Bellucci esteja apto também para jogar em alto nível nos outros pisos.

O melhor do Brasil de acordo com o ranking de entradas da ATP jogou até agora apenas os torneios da Costa do Sauípe e de Buenos Aires, em fevereiro, Roland Garros e Wimbledon. A partir da próxima semana, Bellucci disputa o Torneio de Indianápolis, sua primeira competição profissional em quadra rápida.

“Quero dar ao Thomaz uma boa quilometragem nas superfícies rápidas”, comentou Leo Azevedo. “Ele precisa aprender a jogar nesses estilos de piso, pois para ir bem no circuito um jogador não pode ficar focado apenas no saibro”, prosseguiu o técnico, que viajará com Bellucci para as disputas de Indianápolis, do qualifying do Masters Series de Toronto, dos Jogos Olímpicos de Pequim-2008 e do Aberto dos Estados Unidos.

Azevedo ainda fez uma análise do atual momento do jovem tenista, que, segundo ele, precisa melhorar alguns aspectos. “Ele tem que chegar mais na frente, ocupar mais a quadra e depender melhor do primeiro saque. Além disso, ainda precisa sentir algumas coisas que são vivenciadas no treinamento, mas que apenas na derrota são sentidas de verdade”, emendou.

Campeão dos challengers de Santiago, Florianópolis, Rabat e Tunis este ano, Bellucci não deverá mais disputar torneios menores, de acordo com Azevedo. “Hoje em dia, não penso mais em inscrevê-lo para challengers. Quero que o Thomaz dispute o máximo de ATPs em que conseguir entrar. Mesmo que isso prejudique um pouco o seu ranking, vai ser importante para o futuro”, destacou.


Leia mais sobre:

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo