iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Tênis

07/07 - 08:49

Rafael Nadal é o "gigante" do tênis, diz imprensa britânica
Com sua vitória no torneio de Wimbledon, Rafael Nadal conseguiu o título que sonhava e se tornou um autêntico "gigante" do tênis, após vencer Roger Federer em uma final épica, destaca hoje a imprensa britânica.

EFE

O jornal "The Times" afirma que o espanhol se transformou em um "gigante do tênis" ao conquistar pela primeira vez o torneio de Wimbledon, em uma final "extraordinária" que durou quase cinco horas.

Foi a final mais longa da história do All England Club, sede do campeonato. Nadal entra para a história como o primeiro jogador desde o sueco Bjorn Borg, em 1980, a vencer os torneios de Roland Garros e Wimbledon no mesmo ano, acrescenta.

O jornal diz ainda que Nadal pôs fim ao sonho de Federer de superar a marca atual de cinco títulos consecutivos em Wimbledon, recorde que o suíço divide com Borg.

Para o jornal "The Guardian", Nadal venceu em uma "final histórica", possivelmente a melhor de todas as edições do torneio.

Para vencer, o espanhol teve que derrotar não só seu rival, como também o mau tempo e a falta de iluminação.

O "Guardian" ressalta que Nadal é o "rei do saibro", mas se tornou mestre em Wimbledon após destronar Federer.

O jornal "The Independent" afirma que Nadal triunfou após "uma final épica e inesquecível em Wimbledon".

Sobre o jogo de Federer, o jornal afirma que o tenista suíço mostrou indecisões, mas depois começou a lutar como se fosse a partida mais importante de sua vida.

O "Daily Telegraph" diz que Nadal jogou com todo o coração para pôr fim à final mais longa disputada em Wimbledon, enquanto o "Daily Express" afirma que o jogador espanhol superou as interrupções da partida para destronar Federer.

"O maior", é a manchete do "The Sun", que ressalta que os jogos eletrônicos não podem igualar o drama vivido no domingo pelos dois "gladiadores" na quadra central de Wimbledon.

Leia mais sobre:

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo