iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Tênis

01/07 - 09:15

Federer recorda última derrota na grama: 'Subestimei Ancic'
Classificado às quartas-de-final de Wimbledon, Roger Federer tentará defender uma invencibilidade de 63 partidas sobre quadras de gramas diante de Mario Ancic, justamente o último tenista a bater o suíço sobre a superfície, em 2002. E o atual número um do mundo surpreendeu ao revelar que subestimou o croata naquela oportunidade, quando teve de deixar Londres logo na primeira rodada.

Gazeta Esportiva

Depois de vencer Lleyton Hewitt em três sets nesta segunda-feira e se classificar para a antepenúltima rodada do tradicional torneio, Federer não teve como fugir na entrevista coletiva das perguntas sobre seu próximo adversário, que surpreendeu o então nono colocado da ATP ao vencê-lo com incontestáveis parciais de 6/3, 7/6 (7-2) e 6/3.

“Estou feliz com o modo como estou jogando, nenhum grande problema até aqui”, afirmou o suíço, que ainda não perdeu sets na atual edição de Wimbledon, antes de comentar a derrota para Ancic. “Eu o subestimei completamente em 2002. Eu pensei: ‘vou jogar um pouco de saque e voleio’. Esperei que ele ficasse na defensiva e ocorreu o oposto”.

Para Federer, a partida que foi a última antes do início de uma série que inclui cinco títulos tanto em Halle quanto no evento britânico o serviu como lição. “Daquela vez fiquei surpreso, um pouco chocado e não sabia o que havia acontecido comigo. Isso me ensinou a não subestimar nenhum oponente, não importa de onde ele seja ou qual técnica ou ranking ele tenha”.

Também perguntado pela imprensa acerca da inesperada vitória, Ancic, que na época disputava seu primeiro jogo em Grand Slams como número 142 do mundo, afirmou que a situação agora é muito diferente. “Ele ainda não era Roger Federer. Posso sentar aqui e contra histórias sobre como bati Federer, mas na verdade ele não era o tenista que conhecemos hoje”.

Se for levado em consideração o retrospecto direto entre os dois jogadores, o croata tem razão de expressar cautela, uma vez que foi derrotado em todas as outras quatro vezes que encontrou o suíço. Uma das quedas veio inclusive em Wimbledon, na temporada 2006, em que o representante da Basiléia venceu com um triplo 6/4.

Leia mais sobre:

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo