iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Tênis

26/06 - 12:25

Nadal sua muito, mas mostra força e vence Gulbis em quatro sets
Rafael Nadal encontrou em Ernests Gulbis o seu primeiro grande teste rumo ao inédito título de Wimbledon, e, depois de muito equilíbrio e quatro sets disputados, conseguiu avançar para a terceira rodada da competição, eliminado o jovem letão com parciais de 5/7, 6/2, 7/6 (7-2) e 6/3

Gazeta Esportiva

Conforme o esperado, o ascendente Gulbis, que vinha de ida às quartas-de-final de Roland Garros, deu muito trabalho a Nadal, que teve de se superar para obter uma bela virada.

O segredo do favorito, nesse sentido, foi a consistência, uma vez que saiu dos oito erros não-forçados cometidos no primeiro set para apenas seis em todo o restante da partida.

Por outro lado, o jovem letão, de apenas 19 anos, também não conseguiu manter o seu ritmo, sendo que os números mais sentidos dizem respeito ao serviço. Após faturar nada menos que 95% dos pontos em que encaixou o primeiro saque na parcial de abertura, o tenista foi aos poucos diminuindo o brilhante aproveitamento, e desse modo o número de break points para o favorito não parou de subir.

Passado o desafio contra o número 48 do mundo que durou 2h56, Nadal respira aliviado. Agora, tem pela frente na terceira rodada um velho conhecido. Trata-se de Nicolas Kiefer, que não tirou sets do Rei do saibro nas duas vezes em que eles se encontraram, sempre no cimento.

Bom jogador sobre quadras de grama, o veterano alemão, atualmente dono do 32º posto no ranking de entradas, não teve dificuldades para eliminar também nesta quinta o argentino Martín Vassalo Argüello. Mais acostumado ao saibro, o sul-americano só tirou quatro games do germânico, que aplicou parciais de 6/0, 6/3 e 6/1.

O jogo - Bastante equilibrada em seu início, a partida seguiu com ambos os tenistas confirmando seus games de serviço com tranqüilidade até o 11º game. Foi então que Nadal forçou o bachkand de Gulbis e chegou a um 30-30. Nesse momento, uma marcação polêmica evitou que acontecesse o primeiro break point da partida. Após arriscar uma curtinha, o letão viu o adversário correr muito e ganhar o ponto, mas o árbitro, de forma equivocada, assinalou que o espanhol havia deixado a bola dar dois quiques na quadra.

Na seqüência, Gulbis tinha um voleio na mão para abrir 0-30 no saque do espanhol, mas desperdiçou a grande oportunidade atingindo a rede. O equívoco permitiu a Nadal abrir 40-15, mas uma série de erros não-forçados do sacador provocou nova igualdade. Após perder mais duas chances de fechar o game, o favorito precisou usar o saque para salvar o primeiro match point da partida. Na segunda oportunidade de Gulbis, porém, o número dois do mundo não resistiu, jogando um forehand para fora.

Logo no início da segunda parcial, o Rei do saibro mostrou reação. Sem contar com o mesmo aproveitamento de primeiro saque, Gulbis cedeu o seu primeiro break points em toda a partida no terceiro game, entregando a quebra ao adversário após errar um golpe de direita na cruzada. Ainda sem ganhar o mesmo número de pontos com o serviço e aumentando o número de erros não-forçados, o letão aos poucos se tornou presa fácil para o favorito, que não teve problemas para repetir a quebra no quinto game.

Conforme voltou a ter bom rendimento no saque, Gulbis endureceu novamente o jogo no terceiro set. Assim, a única chance de quebra que ele cedeu, no sétimo game, foi superada com boa combinação de forte saque e definição na segunda bola. Quando era Nadal quem detinha a bolinha, por outro lado, o letão pouco conseguia fazer – vencendo o jogo por 5/4, teve um 30-30 do qual Nadal se livrou a partir de bons primeiros serviços.

Na seqüência, o saque do letão novamente não funcionou, mas foi no momento em que tinha desvantagem de 0-30 que o azarão apareceu com força. Abusando das deixadas, ele tirou o rival da linha de base e deu a volta por cima, impondo 6/5 no placar. Porém, isso não foi suficiente para fazê-lo vencer o set: muito consistente, Nadal dominou as ações no tie-break, impondo o marcador de 7-2.

Em panorama parecido ao do primeiro set, a quarta parcial não incomodou os sacadores até o oitavo game. Foi aí que sobressaiu o melhor jogo do espanhol, que soube explorar o backhand de Gulbis para deter um triplo break point. Após salvar as duas primeiras chances, o letão não resistiu à terceira, permitindo com que o adversário confirmasse o favoritismo após vencer seu game de saque: 6/3 após 2h56 de bola em quadra.


Leia mais sobre:

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo