iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Tênis

25/06 - 11:28

Safin surpreende e elimina Djokovic em tês sets
Logo na abertura do terceiro dia de competições em Wimbledon, uma grande zebra apareceu no complexo do All England Club

Gazeta Esportiva

E ela atende pelo nome do russo Marat Safin, que não tomou conhecimento do favoritismo de Novak Djokovic, número três do mundo, eliminando o sérvio já na segunda rodada da competição em sets diretos: 6/4, 7/6 (7-2) e 6/3.

Apesar de se tratar de um tenista que ocupou a liderança do ranking de entradas em 2000, Safin não vive boa fase, e, por isso, poucos imaginavam que o russo pudesse subir o nível a ponto de eliminar Djokovic. Além disso, o atual 75º colocado da lista nunca apresentou grandes resultados no evento disputado sobre quadras de grama – chegou às quartas-de-final há sete temporadas e no ano passado caiu na terceira rodada.

Mas nada disso foi suficiente para diminuir o ímpeto do tenista de Moscou, que abriu a programação desta quarta na quadra central de Wimbledon de forma impecável. Muito firme no serviço, o azarão anotou sete aces, ganhou 83% dos pontos em que encaixou o primeiro saque e só cedeu um break point ao rival em toda a partida, que durou apenas 2h01.

Como se não bastasse, Safin ainda conseguiu ser mais agressivo que o favorito (aplicou 15 winners, oito a mais que o adversário) e também mais consistente (foram 21 erros não-forçados, contra 23 do sérvio).

Com tais números, não foi difícil para o russo conseguir sua vitória mais expressiva em um ano em que vinha de maus resultados inclusive em Grand Slams – havia caído na estréia tanto no Aberto da Austrália quanto em Roland Garros. Seus desempenhos modestos preenchem ainda os torneios menores que disputou, tendo como melhor marca a classificação às quartas-de-final no saibro de Munique, no início de maio.

Agora que está classificado à terceira rodada em Wimbledon, Safin espera embalar de vez, tendo como próximo adversário o italiano Andréas Seppi, 29º favorito que nesta quarta precisou de cinco sets para eliminar o francês Florent Serra: 6/3, 6/7 (4-7), 6/2, 6/7 (5-7) e 6/4.

Djokovic não avança no ranking: Já para Djokovic, a derrota surge como o seu primeiro grande revés desde março, quando caiu logo na estréia do Masters Series de Miami. Embalado, o sérvio não conhecia um resultado tão ruim em Grand Slams desde o Aberto da Austrália de 2006, em que parou já na primeira rodada.

Para piorar a situação, o número três do mundo havia brilhado na grama londrina no ano passado, chegando às semifinais. Desse modo, o fraco desempenho nesta temporada o faz perder 415 dos seus atuais 5.360 no ranking de entradas. Como Rafael Nadal, o segundo colocado, já ostenta a marca de 5.755 pontos, o tenista de Belgrado dá adeus ao sonho de avançar na lista em curto prazo e agora espera por um mau resultado também por parte do espanhol para não se distanciar muito do rival.


Leia mais sobre:

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo