iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Tênis

23/06 - 08:48

Gasquet cai e cede nono posto a Wawrinka. Verdasco avança.
Sem a presença dos melhores tenistas do mundo em quadra na última semana, poucas mudanças marcaram a divulgação do novo ranking de entradas da ATP, nesta segunda-feira

Gazeta Esportiva

Nesse contexto, a única mudança no top dez foi o avanço do suíço Stanislas Wawrinka, que retomou a nona posição do francês Richard Gasquet.

Mais atrás, destaque para o espanhol Fernando Verdasco, que atingiu o melhor ranking da carreira.

Embora esteja longe das quadras desde Roland Garros, Wawrinka voltou à condição de nono melhor da lista devido à queda de Gasquet. O francês, que não vive boa fase, perdeu pontos referentes às quartas-de-final do Torneio de Nottingham no ano passado (nesta temporada não passou da segunda rodada em Hertogenbosch) e agora passa a ser o número dez.

Na seqüência, os tenistas que tiveram sucesso na semana passada avançaram na lista, à exceção do croata Ivo Karlovic, que se sagrou bicampeão em Nottingham e seguiu como o 22º colocado. Entre esses, Fernando Verdasco foi quem se deu melhor, uma vez que o vice-campeonato no evento inglês o alçou ao melhor posicionamento da carreira: 18º posto.

Na seqüência, comemoram também os franceses Gael Monfils, que passou da 32ª para a 26ª colocação com a ida às semifinais do mesmo torneio, e Marc Gicquel, que só caiu na decisão de Hertogenbosch e galgou sete postos – agora é o número 53 do mundo.

Na contramão aparece Ivan Ljubicic. O croata se distancia cada vez mais do terceiro lugar obtido em 2006, perdeu cinco posições e passou a ocupar o 31º posto da ATP, visto que não defendeu o título da disputa holandesa (foi eliminado na segunda rodada).

Bellucci e Daniel caem: Após seqüência de avanços nas últimas semanas, os melhores tenistas brasileiros conheceram pequenas quedas no ranking de entradas nesta segunda.

Como preferiu se dedicar aos treinos para se adaptar melhor às quadras de grama, Thomaz Bellucci não somou pontos e caiu uma posição, sendo agora o 68º colocado em virtude do sueco Thomas Johansson, que ganhou cinco colocações pela boa campanha em Nottingham.

Já o número dois do país, Marcos Daniel, teve ainda menos motivos para sorrir. Eliminado logo na primeira rodada na Inglaterra, o gaúcho perdeu 21 pontos na lista, todos referentes às quartas-de-final do Challenger de Braunschweig alcançadas no ano passado. Assim, passou do 72º para o 76º lugar.

Os demais representantes do ranking brasileiro tiveram avanços modestos. Franco Ferreiro, número três do país, ganhou uma posição (é o 149º colocado), enquanto Thiago Alves (166º), João Souza (211º) e Ricardo Mello (217º) galgaram quatro postos. Mais atrás, destaque para André Ghem, que surpreendeu ao só cair nas quartas em Braunschweig e foi recompensado com um ganho de 57 colocações – agora é o número 315 do mundo e o dez do Brasil.

Confira como ficou o novo ranking de entradas:

1º Roger Federer (SUI) – 6.900 pontos

2º Rafael Nadal (ESP) – 5.755

3º Novak Djokovic (SER) – 5.360

4º Nikolay Davydenko (RUS) – 3.115

5º David Ferrer (ESP) – 3.005

6º Andy Roddick (EUA) – 2.280

7º David Nalbandian (ARG) – 2.100

8º James Blake (EUA) – 2.015

9º Stanislas Wawrinka (SUI) – 1.615

10º Richard Gasquet (FRA) – 1.610

11º Andy Murray (ESC) – 1.555

12º Nicolás Almagro (ESP) – 1.485

13º Jo-Wilfried Tsonga (FRA) – 1.415

14º Fernando González (CHI) – 1.405

15º Radek Stepanek (TCH) – 1.360

16º Paul-Henri Mathieu (FRA) – 1.345

17º Mikhail Youzhny (RUS) – 1.305

18º Fernando Verdasco (ESP) – 1.300

19º Tommy Robredo (ESP) – 1.300

20º Tomas Berdych (TCH) – 1.290

68º Thomaz Bellucci – 569

76º Marcos Daniel – 526

149º Franco Ferreiro – 298

166º Thiago Alves – 241

211º João Souza – 183

217º Ricardo Mello – 179


Leia mais sobre:

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo