iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Tênis

18/06 - 18:40

Pete Sampras: “Federer baterá todos os meus recordes”
Considerado um dos melhores tenistas de toda a história, o norte-americano Pete Sampras preferiu não dar sua opinião a respeito do principal atleta do circuito masculino. O maior vencedor de torneios Grand Slam, no entanto, reconheceu que algumas de suas principais marcas conquistadas durante a carreira poderão ser superadas em breve pelo suíço Roger Federer.

Gazeta Esportiva

“É muito difícil dizer quem foi o melhor, pois são épocas completamente diferentes. A década de 1960 foi dominada pelo Rod Laver, a de 80 foi do Bjorn Borg”, recordou o tenista, que não se deixou fora do rol. “Em 90 eu acabei me destacando, assim como o Federer nos anos 2000. Eu me achava imbatível no meu auge, e tenho certeza de que o Roger também pensa assim atualmente”, complementou.

Aproveitando sua primeira passagem pelo Brasil, Sampras ainda preferiu usar um exemplo mais próximo da população nacional para explicar a dificuldade em apontar o melhor tenista do mundo. “No futebol é fácil dizer que o Pelé foi o melhor, mas no tênis fica muito mais complicado”, brincou.

Embora não crave o ‘número um da história do tênis masculino’, Pete Sampras reconhece que alguns de seus feitos poderão ser superados pelo homem da Basiléia, que desde fevereiro de 2004 aparece no topo do ranking de entradas da ATP. “O Roger vai bater todos os meus recordes”, assegurou, tranqüilo.

Alguns dos principais feitos de Sampras em sua brilhante carreira foram as 286 semanas acumuladas no topo do ranking masculino – cerca de 5 anos e seis meses, se fosse em um período consecutivo. Além disso, o norte-americano faturou 14 Grand Slams, sendo metade deles em Wimbledon.

Federer aparece perto em todas essas estatísticas: lidera a lista dos melhores da ATP há 229 semanas, sendo o tenista que mais tempo permaneceu no primeiro lugar em semanas consecutivas. O suíço ainda tem no currículo 12 troféus de majors, cinco de Wimbledon.

Opinião contrária: Apesar de Federer poder superar dentro de alguns anos os principais feitos de Sampras, o brasileiro Fernando Meligeni, primeiro adversário do norte-americano na etapa de São Paulo do ATP Tour of Champions, nesta quinta-feira, pensar de outra forma. Para Fininho, o ex-tenista da capital dos Estados Unidos foi o melhor de todos os tempos.

“Para mim o melhor não é o Laver e nem o Federer, mas sim o Pete. O que ele fazia em quadra e contra quem fazia era muito difícil”, comentou o brasileiro, que apontou o triunfo sobre Sampras, em Roma-1999, por 6/3 e 6/1, a principal de sua carreira. “Jogar contra ele foi uma honra, mas ganhar foi ainda melhor. Foi o meu triunfo mais importante”, reconheceu.

Leia mais sobre:

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo