iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Tênis

13/06 - 18:02

ITF confirma Bellucci em Pequim. Daniel é primeiro na espera.
Apenas um tenista nacional está garantido, pelo menos por enquanto, nos Jogos Olímpicos. Nesta sexta-feira, o Comitê Olímpico Brasileiro (COB) foi informada pelo COB de que Thomaz Bellucci confirmou a sua vaga após a divulgação do ranking de entradas da ATP na última segunda-feira.

Gazeta Esportiva

Embora tenha sido noticiado que Marcos Daniel também estava garantido na competição chinesa, o gaúcho acabou encabeçando a lista de espera.

Atualmente na colocação de número 68 do ranking, Bellucci ficou com a 51ª das 56 vagas disponíveis por meio da lista da ATP, com limite de quatro tenistas por país. Daniel, que figura na 75ª colocação do rol, acabou ‘perdendo’ a vaga para o austríaco Stefan Koubek, 74º, por apenas três pontos: o brasileiro possui 540, enquanto o europeu possui 543.

Mas ainda há chances para Marcos Daniel, que deve esperar até o dia 23 para saber se irá ou não às Olimpíadas. Caso haja a desistência de algum que não seja espanhol, francês ou argentino (países que possuem mais de quatro tenistas na zona de classificação), o gaúcho de Passo Fundo poderá fazer as malas para os Jogos.

No total, 27 países terão tenistas classificados para a chave masculina de simples de Pequim-2008: além de Brasil, também serão representados Espanha, Argentina, França, Suíça, Rússia, Sérvia, Estados Unidos, Grã-Bretanha, República Tcheca, Chile, Croácia, Chipre, Finlândia, Austrália, Itália, Alemanha, Suécia, Letônia, Bélgica, Coréia do Sul, Holanda, Equador, Israel, Romênia, Taiwan e Áustria.

Outros brasileiros na lista de espera para os Jogos de Pequim são os duplistas Marcelo Melo e André Sá. Atualmente 11ª melhor dupla da temporada, os mineiros terão que aguardar até 23 de junho para saberem se conseguiram ou não a vaga.

Confira os 56 tenistas previamente classificados para Pequim:

Espanha: Rafael Nadal, David Ferrer, Nicolas Almagro e Tommy Robredo
Argentina: David Nalbandian, Juan Monaco, Juan Ignacio Chela e Guillermo Cañas
França: Richard Gasquet, Jo-Wilfried Tsonga, Paul-Henri Mathieu e Gilles Simon
Rússia: Nikolay Davydenko, Mikhail Youzhny, Dmitry Tursunov e Igor Andreev
Croácia: Ivo Karlovic, Ivan Ljubicic, Mario Ancic e Marin Cilic
Alemanha: Tomy Haas, Nicolas Kiefer, Philipp Kohlschreiber e Denis Gremelmayr
Estados Unidos: Andy Roddick (anunciou desistência, pode ser substituído por Robby Ginepri), James Blake, Mardy Fish e Sam Querrey
Itália: Andreas Seppi, Simone Bolelli, Potito Starace
República Tcheca: Tomas Berdych, Radek Stepanek e Ivo Minar
Suíça: Roger Federer e Stanislas Wawrinka
Sérvia: Novak Djokovic e Janko Tipsarevic
Suécia: Robin Soderling e Thomas Johansson
Bélgica: Steve Darcis e Olivier Rochus
Chile: Fernando González
Brasil: Thomaz Bellucci
Chipre: Marcos Baghdatis
Finlândia: Jarkko Nieminen
Grã-Bretanha: Andy Murray
Letônia: Ernests Gulbis
Austrália: Lleyton Hewitt
Coréia do Sul: Hyung-Taik Lee
Holanda: Robin Haase
Equador: Nicolas Lapentti
Israel: Dudi Sela
Romênia: Victor Hanescu
Taiwan: Yen-Hsun Lu
Áustria: Stefan Koubek

Leia mais sobre:

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo