Preparador físico da seleção aproveita dias antes da estreia para realizar treino regenarativo com as atletas

Divulgação
Grazielle e Renata fazem o trabalho regenerativo na piscina da Vila Pan-Americana
O trabalho não pode parar e, como o Pan-Americano é uma competição curta, a palavra de ordem na seleção brasileira feminina é recuperação. Quando as partidas começarem, o Brasil jogará dia sim, dia não. Por isso, o trabalho regenerativo é muito importante. Neste sábado, as jogadoras participaram de um treino na piscina aquecida da Vila Pan-Americana .

Leia também: Ney Franco define Romário como capitão da seleção masculina

Sob o comando do preparador físico Eduardo Oliveira, a seleção alongou, bateu pernas e relaxou na piscina da Vila. Tudo com o intuito de regenerar a musculatura. "Já estamos em competição, por isso, temos que recuperar nossas jogadoras", disse o preparador físico.

O Brasil, caso passe para semifinal e final, fará cinco jogos em dez dias. Neste tempo, o preparador físico Eduardo Oliveira terá que recuperar as atletas que jogaram e, ao mesmo tempo, estimular, sem muita intensidade, as meninas que ficarem no banco. "O objetivo é deixar todas as jogadoras aptas para atuarem em todas as partidas", completou.

Depois do treino, Formiga , Thaís Picarte , Bárbara , Karen , Bagé e Grazi aproveitaram o tempo livre para curtir a piscina aquecida da Vila.

O primeiro jogo da seleção feminina será na terça-feira, contra a Argentina, às 18h de Brasília. Ainda estão na chave brasileira a Costa Rica e o Canadá, com jogos marcados para quinta-feira e sábado, respectivamente.

    Leia tudo sobre: futebol
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.