Tamanho do texto

Presidente do Corinthians já tem seu favorito para ser o candidato da situação nas eleições de dezembro

Andrés Sanchez já anunciou que sairá do Corinthians no final da temporada, mesmo se não conseguir antecipar as eleições. Há algum tempo, já se especula que Mário Gobbi seria o candidato do atual mandatário. Entretanto, nesta madrugada, ele não só confirmou Gobbi como concorrente, como afirmou que vai trabalhar mais para o amigo do que trabalhou para sua eleição.

Mario Gobbi tem a preferência de Sanchez para substituí-lo
Mario Gobbi tem a preferência de Sanchez para substituí-lo
"Para dar sequência ao trabalho, tem que ser alguém que fundou o grupo 'Renovação e Transparência' (chapa de Andrés), que foram cinco pessoas. Acho que a pessoa mais indicada seja o Gobbi", revelou, à Rádio Jovem Pan , praticamente oficializando a candidatura do ex-diretor de futebol.

O presidente, inclusive, não esconde que irá trabalhar forte para ver seu companheiros eleito. "Eu vou indicar e vou trabalhar talvez até mais para ele do que trabalhei para a minha eleição", contou o presidente.

Sabendo que Gobbi tem muita rejeição por uma ala do clube, Andrés afirmou que isto é bom. "Ele tem uma grande força, mas graças a Deus não é unanimidade. É bom ter uma oposição construtiva. Candidato único é impossível. É preciso ter oposição, tem que ter candidato, tudo", analisou.

Gobbi foi diretor do Corinthians por três anos, entre dezembro de 2007 e dezembro de 2010. Ele deixou o cargo no final do ano, mas admite que pode ser candidato. "Se Andrés me escolher, vou conversar minha família e decidir. Ficaria honrado de ser o candidato à presidência", disse Gobbi, ao iG , há uma semana. O anúncio de Sanchez sobre quem será seu candidato nas eleições de dezembro deve ser feito em abril.

Roberto de Andrade, 1º vice-presidente e atual diretor de futebol, e André Luís de Oliveira, diretor administrativo, são os outros nomes de aliados de Andrés que poderiam ser escolhidos como candidatos da situação. Porém, o primeiro tem sido muito questionado pela sua atuação na diretoria de futebol e os segundo tem muita resistência dentro do próprio clube.

Direitos de transmissão

A respeito da polêmica em relação aos direitos de transmissão televisiva do Campeonato Brasileiro, Andrés Sanchez não se sentiu tão à vontade para falar. O presidente foi bem direto em relação ao assunto. "Quem pagar mais, leva", comentou, negando dar preferência a um ou outro lado.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.