Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Sanchez assume intenção de ter Mário Gobbi como seu substituto

Presidente do Corinthians já tem seu favorito para ser o candidato da situação nas eleições de dezembro

Gazeta |

Andrés Sanchez já anunciou que sairá do Corinthians no final da temporada, mesmo se não conseguir antecipar as eleições. Há algum tempo, já se especula que Mário Gobbi seria o candidato do atual mandatário. Entretanto, nesta madrugada, ele não só confirmou Gobbi como concorrente, como afirmou que vai trabalhar mais para o amigo do que trabalhou para sua eleição.

undefined
Mario Gobbi tem a preferência de Sanchez para substituí-lo
"Para dar sequência ao trabalho, tem que ser alguém que fundou o grupo 'Renovação e Transparência' (chapa de Andrés), que foram cinco pessoas. Acho que a pessoa mais indicada seja o Gobbi", revelou, à Rádio Jovem Pan, praticamente oficializando a candidatura do ex-diretor de futebol.

O presidente, inclusive, não esconde que irá trabalhar forte para ver seu companheiros eleito. "Eu vou indicar e vou trabalhar talvez até mais para ele do que trabalhei para a minha eleição", contou o presidente.

Sabendo que Gobbi tem muita rejeição por uma ala do clube, Andrés afirmou que isto é bom. "Ele tem uma grande força, mas graças a Deus não é unanimidade. É bom ter uma oposição construtiva. Candidato único é impossível. É preciso ter oposição, tem que ter candidato, tudo", analisou.

Gobbi foi diretor do Corinthians por três anos, entre dezembro de 2007 e dezembro de 2010. Ele deixou o cargo no final do ano, mas admite que pode ser candidato. "Se Andrés me escolher, vou conversar minha família e decidir. Ficaria honrado de ser o candidato à presidência", disse Gobbi, ao iG, há uma semana. O anúncio de Sanchez sobre quem será seu candidato nas eleições de dezembro deve ser feito em abril.

Roberto de Andrade, 1º vice-presidente e atual diretor de futebol, e André Luís de Oliveira, diretor administrativo, são os outros nomes de aliados de Andrés que poderiam ser escolhidos como candidatos da situação. Porém, o primeiro tem sido muito questionado pela sua atuação na diretoria de futebol e os segundo tem muita resistência dentro do próprio clube.

Direitos de transmissão

A respeito da polêmica em relação aos direitos de transmissão televisiva do Campeonato Brasileiro, Andrés Sanchez não se sentiu tão à vontade para falar. O presidente foi bem direto em relação ao assunto. "Quem pagar mais, leva", comentou, negando dar preferência a um ou outro lado.

Leia tudo sobre: andrés sanchezcorinthiansmário gobbipresidencia

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG