Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Ronaldinho não escapa de cláusulas "anti-Adriano" no Flamengo

Vice jurídico confirma inclusão de termos para proteger o clube de danos à sua imagem, sem privilégio em relação a demais reforços

Vicente Seda, iG Rio de Janeiro |

O vice-presidente jurídico do Flamengo, Rafael de Piro, confirmou que o clube não abriu mão de incluir no contrato de Ronaldinho Gaúcho, seu principal reforço para 2011, as cláusulas criadas no ano passado por conta dos problemas que envolveram Adriano e Bruno e levaram o Flamengo às páginas policiais. O acordo de quatro anos assinado pelo novo camisa 10 da Gávea também inclui itens que determinam ser possível a rescisão unilateral no caso de danos à imagem do clube. Esses termos constam em todos os contratos de atletas contratados a partir do de agosto do último ano, enquanto Zico ainda era diretor-executivo do futebol, cargo agora ocupado por Luiz Augusto Veloso.

Alexandre Vidal/ Fla Imagem
Sob olhares de Roberto Assis e Rafael de Piro, Patrícia Amorim e Ronaldinho assinam o contrato em churrascaria no Rio
"Sim, isso vale para todos, incluindo o Ronaldinho", disse De Piro ao iG. "Essa cláusula existe no contrato de todos os reforços, Mas não houve problema algum com os advogados do Ronaldinho, que trabalharam de forma natural. O jogador sempre teve boa conduta, foi uma negociação muito intensa, mas prazerosa". 

A cláusula prevê, além da rescisão por má conduta fora das dependências do Flamengo, a possibilidade do clube buscar ressarcimento na Justiça. Procurador e irmão de Ronaldinho Gaúcho, Roberto de Assis não foi encontrado para comentar a exigência flamenguista.

Alexandre Vidal/ Fla Imagem
Assis, Patrícia Amorim, Ronaldinho e Adriano Galliani (Milan) após assinatura do contrato do jogador com o Flamengo
Além dos danos à imagem, outros termos passaram a constar nos contratos do clube, como a previsão de suspensão do pagamento se o atleta se lesionar em atividades recreativas nas férias. Neste caso, o jogador ficaria sem receber até estar plenamente recuperado da lesão. Um dos casos que motivou essa medida (tomada em novembro de 2010) ocorreu em novembro de 2009, em episódio no qual Adriano ficou fora de alguns jogos por conta de uma queimadura no pé. Na ocasião, o atacante disse que havia se ferido ao encostar numa lâmpada do jardim da sua casa. Nos bastidores, comentou-se ser um ferimento provocado por uma moto.

O clube agora deverá rever também o orçamento para 2011, apresentado no Conselho de Administração. A previsão de R$ 153 milhões de receita pode aumentar com a chegada de Ronaldinho Gaúcho. Se a expectativa se confirmar, o fato poderia diminuir o buraco deixado no ano passado, que tornaria insuficiente a diferença positiva entre a previsão de receitas e despesas para este ano. O clube ainda tenta a contratação de um atacante, já que a negociação por Maikon Leite não vingou, e a de um lateral-esquerdo, posição carente desde a liberação de Juan, que acertou com o São Paulo.

Leia tudo sobre: Ronaldinho GaúchoFlamengo

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG