Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Ronaldinho exalta assédio e diz que sentiu saudades da seleção

Ronaldinho Gaúcho aproveita a fama na passagem pela Costa Rica para relembrar os bons tempos com a camisa brasileira

Gazeta |

CBF/Divulgação
Ronaldinho assediado pela torcida na Costa Rica
Apesar de não ser mais o melhor do mundo, Ronaldinho Gaúcho continua sendo alvo de grande assédio dos fãs. Na Costa Rica, nos dias que antecederam mais uma apresentação da seleção brasileira, o camisa 10 foi bastante solicitado para autógrafos e fotos. Aos 31 anos, ele afirma que a badalação é positiva e não tira seu foco.

Leia também: Com defesa renovada, Brasil encara a Costa Rica

"Hoje tenho consciência de que todo esse processo faz parte, é até mais fácil de lidar com essa situação que passei muitas vezes na carreira. O que posso falar é que senti saudades da Seleção, é o máximo que você pode conquistar", disse.

Para Ronaldinho, maior do que o desejo de ser reconhecido pelos fãs, a prioridade está em ganhar a total confiança do técnico Mano Menezes. Diante da Costa Rica, o camisa 10 disputa o quarto jogo seguido pela seleção.

A ideia de Ronaldinho é recuperar o tempo perdido no time verde-amarelo. O meio-campista sonha em disputar os Jogos Olímpicos de 2012, em Londres, e a Copa do Mundo de 2014. Seria o fim perfeito de sua passagem pela Seleção Brasileira. "Eu quero me manter na seleção por muitos anos e parte da minha motivação está no apoio de todos os torcedores", afirmou Ronaldinho Gaúcho.

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG