Tamanho do texto

Brasil não sai do 0 a 0 e, com dois empates, precisa bater Costa Rica no domingo para ir à semi sem depender de outros resultados

Mano em visita aos atletas na Vila Pan-Americana. O técnico da seleção principal assistiu a partida contra Cuba
Divulgação/CBF
Mano em visita aos atletas na Vila Pan-Americana. O técnico da seleção principal assistiu a partida contra Cuba
Toda a diferença de tradição no futebol que existe entre brasileiros e cubanos não significou muita coisa na segunda partida da seleção sub 20 pelos Jogos Pan-Americanos de Guadalajara, nesta sexta-feira. A equipe comandada por Ney Franco até dominou a partida diante de Cuba – país que ocupa a 100ª posição no Ranking da Fifa -, mas não conseguiu sair de um frustrante 0 a 0 no estádio Omnilife, que deixa a equipe na terceira posição de seu grupo, com dois pontos.

Leia também: Mano visita seleção Sub 20 no Pan de Guadalajara

A Argentina, que na estreia empatou com o Brasil em 1 a 1, derrotou a Costa Rica por 3 a 0 e lidera a chave com quatro pontos. Os costarriquenhos, adversários da seleção no domingo, têm três pontos - da vitória na primeira rodada sobre Cuba. Isso significa que, para assegurar vaga na semifinal, os brasileiros precisam vencer a última partida da fase de grupos. 

Mano Menezes, que foi ao estádio assistir os garotos do sub 20, viu um começo de jogo equilibrado. As seleções do Brasil e de Cuba se respeitaram muito, conseguiam criar, mas sem perigo de gol. Era o Brasil quem mais atacava, mas nenhuma jogada de efeito. Só aos 26min uma boa jogada, Misael recebeu enfiada de bola na entrada da área e chutou na saída do goleiro Cooper, que conseguiu tirar para escanteio.

Aos 29min Henrique recebeu bola na intermediária, driblou um zagueiro e ao driblaro o segundo recebeu o corte, a bola sobrou para Felipe Anderson, que arrisou de longe. O goleiro cubano teve dificuldade para espalmar a bola para a linha de fundo.

Na marca dos 31min foi a vez de o Brasil tomar um susto. Aira recebeu cruzamento na entrada da área e arriscou um voleio, que passou por cima do gol. Dois minutos depois Felipe Amorim entrou na área e chutou na saída do goleiro, a bola saiu ao lado da trave.

Segundo tempo, logo aos aos 5min, Henrique recebeu lançamento pelo alto, dominou a bola, mas na hora de chutar o zagueiro cubano conseguiu fazer o corte. Depois o Brasil manteve se manteve supeior no jogo, mas só conseguiu criar aos 22min. Weverson recebeu lançamento em profundidade, deu um toque para tirar do goleiro, foi tocado por baixo pelo goleiro Cooper, mas o juiz marcou só escanteio.

Leandro, que substituiu Lucas Patinho, acertou um bom chute de fora da área aos 30min, mas bola foi para fora, levando perigo ao gol de Cooper. Aos 41min, Sebá, que tinha acabado de entrar no lugar de Felipe Amorim, avançou pela esquerda e chutou firma, Cooper espalmou para escanteio.

Mesmo com o predomínio da seleção brasileira e aos olhares de Mano, a seleção Sub 20 não conseguiu sair do 0 a 0 com os cubanos, que acabaram alcançando o objetivo de não perder.

FICHA TÉCNICA – BRASIL 0 X 0 CUBA
Local : Estádio Omnilife
Data : 21 de outubro de 2011, sexta-feira
Horário : 20h00 (de Brasília)
Árbitro : Raul Orosco (BOL)
Assistentes : Efrain Castro (BOL) e Bermudez Douglas Alexander (ESA)
Renda e Público : Não divulgado
Cartões amarelos : Henrique (BRA) Ney da Silveira Junior e Salazar (CUB)
Cartões vermelhos : Leandro (BRA) Francisco (CUB)

BRASIL : César; Madson, Luccas Claro, Rodrigo Santos e Henrique Miranda; Lucas Zen, Misael, Felipe Anderson e Lucas Patinho (Leandro); Felipe Amorim (Sebá) e Henrique
Técnico : Ney Franco

CUBA : Cooper; Hernandez, Macias, Malblanche e Aira; Cordovez, Chang, Francisco, e Castellanos; Diz (Duanes) e Salazar
Técnico : Alexander Gonzalez

    Leia tudo sobre: futebol
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.