Tamanho do texto

Atleta da equipe, Giovanna Venetíglio Matheus quer usar os erros no Mundial para não cometê-los no México

Após defender as cores do Brasil na Copa do Mundo de Jablonec, na República Tcheca, no final de semana, a delegação brasileira de ginástica de trampolim voltou ao Brasil. A próxima meta da equipe verde-amarela passa a ser agora a disputa dos Jogos Pan-Americanos de Guadalajara, no México.

Além de Taissa Paraíso Garcia, a seleção é formada por Carlos Ramirez Pala, Giovanna Venetíglio Matheus, Rafael Oliveira Andrade e Daienne Cardoso Lima.

O principal feito da equipe nacional na República Tcheca foi a 21ª colocação de Rafael no Trampolim Individual. Ramirez Pala obteve o 36º posto. No feminino, Daianne foi a 26ª, à frente de Taissa (33ª) e Giovanna (37ª).

Giovanna, inclusive, quer usar os erros na Copa do Mundo para não cometê-los no México. "Tive algumas falhas na série livre, mas foi bom porque, agora, posso corrigir o que for necessário para não errar de novo no Pan de Guadalajara. Também foi importante para eu melhorar minha primeira série (a obrigatória), que não tinha sido muito boa nas Copas do Mundo da China e do Japão (disputadas em julho", disse.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.