Brasileira precisou bater sua melhor marca pessoal para ficar a frente de rivais numa das provas mais nobres do atletismo

Rosângela Santos na chegada dos 100 metros rasos, prova em que a brasileira levou o ouro
AP
Rosângela Santos na chegada dos 100 metros rasos, prova em que a brasileira levou o ouro
A velocista Rosângela Santos ficou com 999ª medalha brasileira em Jogos Pan-Americanos . Ela foi a grande vencedora dos 100 metros rasos da competição continental em Guadalajara. A brasileira, que tem 19 anos, bateu seu recorde pessoal e fechou a prova com a marca de 11s22. A marca anterior dele era de 11s26. Barbara Pierre, dos Estados Unidos, ficou com a medalha de prata e Shakera Reece, de Barbados, levou o bronze.

Veja ainda: Jamaicano fica com o ouro nos 100 m rasos

No calor da emoção depois da vitória, Rosângela lembrou de uma conversa que teve hoje com uma campeã olímpica. “Vim para cá para este meu primeiro Pan sem me preocupar com medalha e uma das pessoas que mais me ajudou aqui nesta conquista foi a Maurren (Maggi)”, disse Rosângela ao final da disputa em referência à saltadora brasileira. “Ela me disse que é justamente na hora em que você não está esperando nada é que as melhores marcas aparecem”, acrescentou a atleta.

Leia também: Atropelados no revezamento, brasileiros tentam redenção no Pan

Outra brasileira na prova foi Ana Cláudia Lemos da Silva. Ela quase conseguiu o bronze, mas acabou na quarta colocação, somente 11 décimos de segundo atrás de Shakera. A vitória de Rosângela colocou fim a um hiato de 28 anos. A única medalha de ouro nos 100 m rasos feminino do Brasil havia sido conquistada por Esmeralda de Jesusnos jogos de 1983, em Caracas, na Venezuela.

Leia também: Por critério de tempo, Brasil vai à final dos 100 m com barreiras

Rosângela Santos feliz com a conquista do ouro
Getty Images
Rosângela Santos feliz com a conquista do ouro

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.