Publicidade
Publicidade - Super banner
Pan
enhanced by Google
 

Para Guido, meta do Pan é fazer índice olímpico nos 100m costas

No Mundial de Xangai, na China, brasileiro ficou a 0.5 segundo da marca que o levaria para os Jogos de Londres

Érico Leonan, especial para o iG, em São Paulo |

Um dos principais nomes da natação brasileira no nado costas, o paulista Guilherme Guido partirá rumo a Guadalajara, para a disputa dos Jogos Pan-Americanos, com a meta já traçada. Ele quer o índice olímpico na prova dos 100m costas.

LEIA TAMBÉM: Organização do Pan muda regra e time de natação pode ser desfalcado

No Mundial, realizado em Xangai, o nadador ficou a apenas 0.5 segundo da marca que garante vaga para os Jogos Olímpicos de Londres.

“Esse é meu maior objetivo no Pan. Na China, por pouco não alcancei o índice na prova dos 100m nado costas (54´40 segundos). Eu sempre acredito que posso me superar”, revelou o atleta, de 24 anos.

Para alcançar a marca, Guido passou seis meses na Espanha treinando em altitudes, para melhorar a parte aeróbica, e retornou ao Brasil para finalizar seu período de preparação.

“Agora, farei os treinos específicos com mais força e explosão. Acredito que a fusão entre estes dois treinamentos me ajudará a alcançar o índice. Além disso, acho que competir é a melhor maneira de buscar o condicionamento ideal. Disputando sempre, eu tenho mais chances de errar e fazer com que estes erros não se repitam no futuro”, analisou o nadador.

No último Pan, no Rio de Janeiro, o Brasil conquistou 25 medalhas na natação. De acordo com Guilherme, os atletas brasileiros poderão superar a incrível marca de 2007. “A seleção vem mostrando isso há algum tempo. A cada competição que entramos, saímos com mais premiações. Este ano, os revezamentos estão muito fortes e ajudarão no quadro de medalhas", finalizou.
 

Leia tudo sobre: pan 2011nataçãoguilherme guido

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG