Publicidade
Publicidade - Super banner
Pan
enhanced by Google
 

Ouro no Pan, Fernando Reis admite só cumprir tabela no Mundial

Atleta diz que precisaria de um mês para se recuperar da disputa de levantamento de peso do Pan-Americano

Éwerton Araujo, especial para o iG, em São Paulo |

AP Images
Fernando Reis, que foi medalha de ouro em Guadalajara e, cansado, vai ao Campeonato Mundial de Levantamento de peso
O halterofilista Fernando Reis , que ganhou medalha de ouro inédita para o Brasil no Pan-Americano na categoria super pesados (+ 105 kg) e ainda quebrou o recorde da competição, está entre os atletas brasileiros que vão disputar o Campeonato Mundial de levantamento de peso, em Paris, a partir do dia 5. Porém, o atleta admitiu ao iG que seu objetivo no ano foi alcançado em Guadalajara e que só vai para a competição a fim de somar pontos no ranking internacional e cumprir tabela.

Leia também: Lei Piva ajuda em 1º ouro do levantamento, mas não impulsiona rendimento geral

“Meu foco principal era o Pan. Treinei duro pelo ouro e com o objetivo de bater o recorde pan-americano. Consegui. Se eu tivesse opção, não iria ao Mundial, só vou para continuar somando pontos, mas sei que não terei um bom desempenho e nem estarei entre os melhores. É preciso um mês para se recuperar totalmente. O desgaste físico, psicológico e a ansiedade de uma competição são muito altos”, disse o atleta, que competirá no próximo dia 14.

Um dos meios de classificação para Londres-2012 é estar entre os 15 melhores atletas do mundo, posição que Fernando assumiu com a conquista em Guadalajara. Mas o passaporte ainda está longe de ser carimbado. Ele só terá essa confirmação quando receber o convite oficial da Federação Internacional de Levantamento de Peso para estar nas Olimpíadas. Por isso, precisa continuar somando pontos para impressionar os dirigentes.

Leia também: Conheça as revelações do Pan que podem brilhar no futuro

Ainda assim, Fernando reconhece que em Londres não brigará por medalhas, mas planeja estar entre os cinco melhores. “A preparação de um atleta na categoria super pesados demora em torno de três ciclos olímpicos (12 anos) e faz só dois anos que eu migrei para ela. Ainda tenho 21 anos e nas Américas não tem ninguém mais forte do que eu. Minha ambição é estar entre os cinco melhores na próxima Olimpíadas e competir por medalhas nos jogos do Rio de Janeiro”, comentou o atleta que começou a praticar levantamento de peso aos 11 anos de idade.

No Pan-Americano, Fernando dominou a prova da sua categoria do começo ao fim e elevou o recorde da competição de 401 para 410 kg, na soma total. Logo na primeira arrancada, ele foi superior a seus adversários e abriu vantagem de seis quilos para o segundo melhor, marca que só foi aumentando com o passar da disputa. O brasileiro obteve a medalha de ouro levantando 17 kg a mais que o venezuelano Yoel Morales, medalhista de prata.

Confira como ficou o quadro final de medalhas do Pan-Americano

“Eu estava bem preparado e a meta era quebrar recorde. Entrei para isso. Eu tinha consciência de que estava bem e o acerto é crucial. No arranque eu tinha que ser impecável para abrir uma boa vantagem e poder administrar no arremesso”, completou.

Veja as fotos da diputa do Brasil no Pan-Americano

Leia tudo sobre: levantamento de pesopan 2011Fernando Reis

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG