Brasil foi eliminado dos Jogos ainda na primeira fase depois de não vencer nenhuma de suas três partidas na competição

selo

Ney Franco foi condescendente com a seleção que comandou nos Jogos Pan-Americanos de Guadalajara . Após a derrota por 3 a 1 para a Costa Rica , resultado que eliminou os brasileiros do torneio, o técnico afirmou que a campanha foi "abaixo do esperado". Mas, ao contrário do que havia dito após 0 a 0 contra Cuba, na segunda rodada, afirmou que a saída do País da briga de medalhas não foi um vexame.

Confira o calendário da semana final do Pan de Guadalajara 2011

"A campanha foi abaixo do esperado porque o time tinha potencial para buscar as medalhas. Como fomos eliminados, o resultado não foi satisfatório", disse. A respeito de sua declaração anterior, Ney afirmou estar "equivocado". "Acho que o Brasil não deu vexame, especialmente pelas circunstâncias do jogo".

Leia também: Brasil dá vexame, perde para Costa Rica e está fora do Pan

Para o técnico brasileiro, o árbitro mexicano Ricardo Arellano exagerou ao expulsar o capitão Lucas Zen ainda no primeiro tempo. "Em nenhum momento vou culpá-lo, porque o juiz foi rigoroso demais".

Confira tudo sobre natação no blog do Rogério Romero

Ney Franco ainda justificou a péssima campanha brasileira pelo fato de o Brasil ter o time mais jovem do Pan, formado por jogadores sub 20. Além disso, deixou claro que o time que levou ao México não é formado dos principais atletas desta idade. "Esta é a terceira seleção sub 20 que formamos neste ano".

O Brasil agora terá como próximo desafio as Olimpíadas de Londres, cuja classificação foi conseguida com o título sul-americano. O time olímpico será dirigido por Mano Menezes, técnico da seleção principal, que esteve em Guadalajara. "Ele queria acompanhar de perto, vivenciar o clima de Vila", disse Ney Franco.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.