Tamanho do texto

Seleção verde-amarela levou dois bronzes, atrás do Canadá e dos Estados Unidos

O Brasil esteve perto de surpreender e quase se confirmou como a segunda maior potência continental do nado sincronizado. Porém, a controversa interpretação dos juízes impediu que o país conquistasse a prata e ficasse à frente dos Estados Unidos nos Jogos Pan-Americanos . O Canadá, por sua vez, confirmou o favoritismo novamente e ficou com o primeiro lugar.

Veja também: Equipe do nado sincronizado mantém terceiro posto e leva o bronze

A principal polêmica aconteceu na execução da dupla verde-amarela formada por Lara Teixeira e Nayara Figueira – elas realizaram uma série mais difícil que as americanas e com menos erros. Mesmo assim, tiveram que se contentar com o bronze, mesmo resultado da equipe brasileira . Confira as melhores imagens e relembre a participação das atletas nos Jogos Pan-Americanos :