Com três títulos, ala-armador do Flamengo é o jogador de basquete que mais vezes se sagrou campeão na história da competição

Nenhum outro jogador de basquete é tão vitorioso nos Jogos Pan-Americanos quanto Marcelinho Machado . Único atleta que participou de toda a sequência de títulos da seleção brasileira nas três últimas edições, o ala-armador mostra-se animado em disputar a competição mais uma vez, e acredita que as chances de voltar de Guadalajara com a quarta medalha de ouro são grandes.

“O Pan é uma competição rápida, de tiro curto, mas muito importante", afirmou o atleta. "Tem um ar um pouco de ‘mini-Olimpíada’, pois são todas as modalidades juntas no mesmo lugar, os atletas reunidos na Vila Pan-Americana... Temos uma seleção forte e estou muito feliz de poder buscar o tetracampeonato.”

Veja como está o quadro de medalhas do Pan

O curioso é que, quatro anos atrás, quando conseguiu o tri jogando em casa, no Rio de Janeiro, o ala do Flamengo dava a entender que aquela edição muito provavelmente seria a sua última. Mas o atleta do Flamengo encontrou um meio de estender sua carreira por mais um ciclo, se mantendo na base da seleção brasileira.

A lista que Marcelinho faz de principais adversários em Guadalajara é encabeçada pelos porto-riquenhos, vice-campeões nas duas últimas edições e que vão usar a base que foi ao Pré-Olímpico, com jogadores consagrados como Jose Juan Barea e Carlos Arroyo. Mas ele analista que outros países também podem endurecer a caminhada brasileira.

“Os EUA a gente não sabe como vão, mas é sempre um time forte", disse Marcelinho. "O México, jogando em casa, é sempre complicado. A Argentina não pode descartar, por mais que seja um elenco jovem, é bom sempre estar atento com eles.”

Aos 36 anos de idade, Marcelinho é o jogador mais velho do time convocado pelo treinador Rubén Magnano, composto por alguns jovens jogadores de pouca experiência em competições internacionais e que ganharão em Guadalajara mais rodagem com a equipe nacional.

“Isso é muito bom para que um jogador não chegue a uma competição importante estreando”, afirmou Marcelinho, referindo-se à preparação destes jovens atletas para as Olimpíadas do Rio de Janeiro, em 2016 . “A rotina de uma seleção, enfrentar os melhores do mundo, não é tão simples.”

Confira o calendário dos Jogos Pan-Americanos

A busca pela quarta medalha pan-americana terá início nesta terça-feira, quando Marcelinho e todos os outros jogadores convocados por Magnano se apresentarão e iniciarão os treinos. A estreia na competição será no dia 26, às 16h de Brasília, contra o Uruguai.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.