Judô estreia no Pan sonhando com status 'carro-chefe' do Brasil

Arte marcial começa a ser disputada nesta quarta com as categorias mais pesadas e o país favorito em várias categorias

Rodrigo Farah, iG São Paulo | 25/10/2011 18:01

Texto:
enviar por e-mail
* campos são obrigatórios
corrigir
* campos obrigatórios

Foto: Getty Images Ampliar

Leandro Guilheiro (dir.) é ouro 'quase certo' para o Brasil na categoria meio-médio (81 kg)

Já são 97 medalhas em Pan-Americanos e 14 em Jogos Olímpicos. O judô sempre esteve entre as modalidades mais vitoriosas do Brasil em grandes eventos esportivos. Mas a partir do Pan de Guadalajara, a seleção verde-amarela luta para colocar a arte marcial em um grau mais elevado, com o prestígio de protagonista do esporte nacional.

Veja também: Mais pesado no Pan, Baby quebra estigma de 'malvadões' das lutas

Foto: AE Ampliar

Rafael Silva é um dos candidatos ao título pan-americano entre os pesados

Ao todo, o Brasil briga por 14 medalhas no México e é favorito para subir no pódio em quase todas. Nesta quarta, serão disputadas as categorias pesado e meio-pesado masculino (+100 kg e até 100 kg) e pesado feminino (+78 kg). Já as outras classes continuam até sábado.

Confira ainda: Sem rivais de treino, seleção de judô veta aclimatação no Pan

“Sabemos que a pressão é grande e que todos têm muitas expectativas em torno do judô. Mas também sabemos que temos tudo para corresponder a essas expectativas, pois nossa equipe está muito forte e vamos confiantes para o Pan”, afirmou o pesado Rafael Silva em entrevista ao iG.

Leia também: Brasileiro recorre de eliminação e vai à semi do boxe no tapetão

Com atletas classificados entre os dez primeiros do mundo na maioria das categorias, o judô brasileiro tenta realizar sua melhor campanha em Pan-Americanos no México. Atualmente, o Pan de Indianápolis-1987 foi o melhor do Brasil com cinco ouros, três pratas e quatro bronzes.

Mas para confirmar o favoritismo em Guadalajara, a seleção verde-amarela terá que superar a falta de experiência de seus atletas na competição. Apenas cinco dos 14 lutadores já participaram dos Jogos Pan-Americanos

“O principal é manter a tranquilidade e aproveitar cada instante, pois essa experiência de conhecer atletas de outras modalidades e vivenciar uma Vila marca bastante. O Pan do Rio foi fundamental para a conquista da medalha de ouro no Mundial”, comentou o veterano Luciano Corrêa, que conquistou o Campeonato Mundial semanas depois de ficar com o bronze no Pan do Rio-2007.

Além do meio-pesado e de Rafael Silva, o Brasil vai para a disputa com atletas como Tiago Camilo (até 90 kg) e Leandro Guilheiro (até 81 kg), franco favoritos ao ouro. A equipe feminina também briga por medalhas em todos os pesos com destaques como Mayra Aguiar (até 78 kg) e Érika Miranda (até 52 kg) e Sarah Menezes (até 48 kg).

Texto:
enviar por e-mail
* campos são obrigatórios
corrigir
* campos obrigatórios

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG

Ver de novo