Disputa acirrada entre caribenhos é marcada pela ausência dos competidores de ponta da modalidade

AP
O jamaicano Lerone Clarke (de uniforme amarelo) vence os 100 metros rasos do Pan-Americano
A final dos 100 metros rasos masculino manteve a polarização que havia sido a tônica das eliminatórias. O jamaicano Lerone Clarke e Kim Collins, de São Cristóvão e Nevis, brigaram pelo ouro até os últimos metros da prova. Melhor para Clarke que três décimos de segundo mais rápido levou o ouro. Collins levou como prêmio de consolação pela prata o privilégio de ser o primeiro atleta de seu país a ganhar uma medalha em Jogos Pan-Americanos .

Leia ainda: Rosângela Santos é ouro nos 100 m feminino

Cada um deles venceu a semifinal que disputou ontem. Collins inclusive havia quebrado o recorde Pan-Americano ao cravar 10s. Mas se foi mais rápido na eliminatória, acabou superado na final. O bronze foi para Emmanuel Callender de Trindade e Tobago. O brasileiro Nilson André ficou somente na quinta posição e não conseguiu nem bater seu recorde pessoal, como esperava fazer .

Siga o blog da Maurren Maggi com posts direto de Guadalajara

Como já é tradição no Pan, a competição continental foi marcada pelo ausência dos grandes nomes da modalidade, com o jamaicano recordista mundial Usain Bolt, o seu compatriota Asafa Powell e o americano ex-campeão mundial Tyson Gay.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.