Rafael Guzman foi atacado na noite desta segunda na metrópole mexicana. Segurança é uma das grandes preocupações da organização

O boxeador mexicano Rafael Guzman foi assassinado na noite da última segunda-feira, em Guadalajara, sede dos Jogos Pan-Americanos 2011 . O atleta não participava da competição, mas este é mais um caso de violência, um dos temores da organização, na cidade.

Leia também: Rio e Guadalajara têm custos diferentes, mas problemas similares

A polícia local acredita que o crime ocorreu por volta das 22h45 locais (1h45 de terça-feira no horário Brasília). Uma caminhonete com dois homens se aproximou do puglista mexicano e desferiu uma série de disparos.

Guzman, que estava de pé ao lado do seu carro, ainda tentou escapar, mas foi atingido na cabeça e morreu. Ele tinha 28 vitórias e apenas três derrotas na carreira.

Proteção especial

Para reforçar a segurança na metrópole mexicana, o Exército e a Marinha foram deslocados para fazer uma cobertura especial, segundo os planos do comitê organizador local. "A cidade estará blindada. Nunca estará mais seguro o estado de Jalisco que durante os Jogos Pan-Americanos. Temos a segurança de ter uma coordenação federal, estadual e municipal com a Marinha, o Exército e até os serviços de inteligência", declarou Carlos Andrade Garín, diretor da entidade.Carlos Andrade Garín, diretor da entidade.

De acordo com Garín, o projeto visa garantir a integridade dos atletas, delegados, convidados especiais e turistas e foi organizado com meses de antedecência.

Leia também: Haitianos 'exiliados' competem graças à ajuda de outros países

Além disso, governo do México enviou um contingente de 1.500 policiais federais à Guadalajara para fortalecer o esquema de segurança local em setembro. O Ministério de Segurança Pública do México informou que os efetivos se juntaram a outros 500 policiais, que se encontram no município despor conta do evento.

Os jogos representam um desafio para as forças de segurança do país diante da atual onda de violência que afeta o México e que já deixou mais de 50 mil mortos nos últimos cinco anos.

Confira como está o quadro de medalhas do Pan

São esperados para a disputa do Pan-Americano cerca de 5.900 atletas, representando 42 países do continente americano. A última vez que o México organizou o Pan foi em 1975, na Cidade do México.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.