Campeão mundial dos 50 m peito se vê em grupo seleto de mentalidade vencedora, reconhece fraco nível do Pan e mira Londres-2012

Dono de duas medalhas de ouro no Pan-Americano 2011 , Felipe França se vê em um grupo seleto na natação brasileira, ao lado do supercampeão Cesar Cielo . Já com a cabeça voltada para as Olimpíadas de 2012, ele acredita que os dois destoam pela ambição de suas metas.

“Eu e o Cielo competimos sempre almejando à vitória. Somos muito parecidos nesse sentido. A maioria dos atletas não é assim, mas nós sempre temos como objetivo a medalha de ouro. Ele chegou aonde chegou por causa disso, e é dessa maneira que eu vou chegar longe também”, disse França.

Leia também: Com as marcas do Pan, Thiago Pereira sairia de mãos vazias do Mundial

França se espelha em Cielo não sem razão. Afinal, o ouro do paulista de Santa Bárbara d'Oeste nos 50 m livre em Pequim foi o primeiro da natação brasileira na história das Olimpíadas. Agora, para repetir o feito do compatriota em Londres e também dar sequência ao seu próprio sucesso nas piscinas de Guadalajara, onde levou dois ouros, sabe que é preciso evoluir e ficar ainda mais rápido. Ele é o primeiro a reconhecer que os tempos registrados nas duas provas nas quais se sagrou campeão no Pan não seriam suficientes nem para lhe garantir um lugar no pódio no Mundial de Xangai, realizado no mês de julho, cuja competitividade se assemelha à dos Jogos Olímpicos.

"Todo mundo sabe que o nível técnico da Olimpíada é bem mais forte que o do Pan, é muito mais difícil ser campeão”, disse França. “Agora, passado o Pan, meu trabalho vai ser todo voltado para ganhar em Londres. Vou discutir com toda a equipe de técnicos, médicos e nutricionistas o planejamento ideal a ser colocado em prática para os próximos meses.”

Leia também: Reinaldo Colucci critica critério de definição de vaga olímpica do triatlo

Uma das ações já traçadas pelo atleta é dar seguimento ao programa de emagrecimento que iniciou logo depois do Mundial. França chegou ao Pan com sete quilos a menos do que tinha em Xangai e espera perder ainda mais seis.

Felipe França recebe condecoração em evento do Governo do Estado após dois ouros no Pan
Guilherme Tosetto
Felipe França recebe condecoração em evento do Governo do Estado após dois ouros no Pan

“Pretendo fazer isso até dezembro, porque assim já inicio o próximo ano com o peso ideal de competição em Londres. Isso vai me ajudar a ficar mais rápido, acredito que posso diminuir meu tempo em até dois segundos,” declarou o nadador, que, em termos de confiança e planejamento, já se pode colocar ao lado de Cielo.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.