Publicidade
Publicidade - Super banner
Pan
enhanced by Google
 

EUA defendem hegemonia no softbol com time de novatas

Dono de sete ouros em Jogos Pan-Americanos, equipe traz para edição mexicana estreantes na competição

iG São Paulo |

Divulgação
Ashley Holcombe, da seleção dos EUA de softbol
Os Estados Unidos, maior vencedor da história do softbol em Jogos Pan-Americanos, trouxe uma equipe jovem para a edição de Guadalajara, no México. A média de idade da equipe é de 22 anos e ninguém na seleção já esteve em um Pan.

Veja também: musa do softbol é a grande ausente no Pan de Guadalajara

As mais experientes da seleção norte-americana são Kaitlin Cochran e Ashley Holcombe, integrantes do time campeão mundial em 2010, em Caracas, na Venezuela. Mesmo estando ameaçado de perder a medalha de ouro para o Canadá, bronze no Mundial-2010, ou para a Venezuela, quinta no Mundial, o técnico da seleção dos EUA, Kenneth Eriksen, não se mostra preocupado. "As pessoas esperam sempre o ouro da gente, mas penso mais em dar experiência a essas jogadoras do que ter a obrigação que ganhar o ouro", disse.

O softbol foi excluído das duas próximas Olimpíadas (Londres-2012 e Rio-2016) e, por causa disso, o Mundial tornou-se a competição mais importante para a modalidade. O Pan vai dar quatro vagas no Mundial do Canadá, no ano que vem.

Tudo sobre a natação no Blog do Rogério Romero

Entre as jogadoras que participaram da conquista do ouro no Rio-2007, a grande ausente na edição de Guadalajara é Jennie Finch. Talentosa dentro do campo, e presença certa nas listas das mais belas do esporte, Jennie se aposentou no ano passado.

 

 

 

 

Leia tudo sobre: softbolseleção dos euapan 2011

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG