Publicidade
Publicidade - Super banner
Pan
enhanced by Google
 

Estratégia de Felipe França para ouro no Pan foi emagrecer

Nadador perdeu sete quilos desde o Mundial de Xangai para melhorar sua performance em prova que é olímpica

Marcel Rizzo, enviado iG a Guadalajara |

Ouro nos 100 m peito nos Jogos Pan-Americanos de Guadalajara, Felipe França foi sincero ao comentar sua estratégia para vencer: regime. O nadador perdeu sete quilos do Mundial de Xangai, em julho, até outubro e pôde vencer em uma prova que não é sua especialidade – que é os 50 m peito, distância que não é olímpica. Por isso a alegria por vencer, e melhorar, em uma prova que pode levá-lo ao pódio em Londres 2012 – ele já tem o índice, mas precisa confirmar a vaga em seletiva em 2012.

Leia também: Brasil vence revezamento e Cielo fecha dia com dois ouros no Pan

“A estratégia (para melhorar nos 100 m peito) foi perder peso. Fiz uma regime, intensifiquei o treinamento, e consegui perder sete quilos. Acho que ainda dá um pouco mais”, diz o nadador, que oficialmente tem 1,87 m e 90 kg depois do regime.

Confira o quadro de medalhas atualizado do Pan de Guadalajara

Felipe França tem agora como seu principal objetivo intensificar a preparação nos 100 m peito e conseguir um bom resultado olímpico em Londres 2012, caso confirme sua classificação. O atleta reclamou de que ficou um bom período sem competição depois do Troféu José Finkel, em setembro último, o que atrapalhou sua competitividade.

Veja a análise no blog de Rogério Romero

“Preferia ter participado de algumas outras provas nos 100 m peito, para poder estar aqui melhor preparado. Estava de olho no recorde também, pena que não deu, foi por pouco”, disse França, que fez 1min00s34, pouco acima do recorde de Mark Gangloff, no Pan do Rio-2007, com 1min00s24.

A prata

Nesta prova, o Brasil fez dobradinha já que o outro Felipe, o Lima, chegou em segundo com 1min00s99. O nadador de Cuiabá mostrava certa frustração: esperava vencer o xará.

“Treinei para ser o primeiro, pena que não deu. Mas acho que foi uma prova boa, porque os norte-americanos vieram com uma equipe forte “, disse Lima. O terceiro (Marcus Titus) e o quarto (Kevin Swander) foram norte-americanos.


 

Leia tudo sobre: felipe françanataçãopan 2011

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG