Tamanho do texto

Atirador termina prova em quarto lugar. No último dia da modalidade no Pan, brasileiros não conquistam medalhas

Apesar de ter chegado à final do tiro rápido dos Jogos Pan-Americanos de Guadalajara com a segunda melhor marca, o brasileiro Emerson Duarte não ficou nem com a medalha de bronze. Isso porque, no desempate, ele perdeu do venezuelano Franco di Mauro, que acabou com a terceira colocação.

O principal favorito era o norte-americano Emil Ivanov Milev, vice-campeão olímpico em Atlanta-96, e ele não decepcionou. Com 24 pontos na decisão, garantiu a medalha de ouro e estabeleceu novo recorde pan-americano da prova. A prata ficou com o cubano Juan Francisco Perez, que teve 23 pontos. Di Mauro terminou com 19 pontos e Emerson com 17, em quarto lugar. O outro brasileiro que competiu, Iosef Areas , ficou em décimo.

Apesar de não ter medalha para pendurar no peito, Emerson conseguiu seu melhor resultado em Jogos Pan-Americanos. Em 2007, no Rio de Janeiro, ele foi apenas quinto colocado.

Na prova de carabina três posições feminina, também disputada neste sábado, nenhuma brasileira conseguiu avançar à decisão. Roberta Almeida e Rosane Ewald ficaram, respectivamente, em 19º e em 21º. A vencedora foi a cubana Dianelys Perez.

No skeet, Wilson Zocolotte Júnior e José Pedro Costa não passaram da primeira fase. A prova teve como vencedor o norte-americano Vincent Hancock, seguido pelos cubanos Guillermo Torres e Juan Rodriguez.

Confira o quadro de medalhas do Pan

Desta maneira, o tiro esportivo brasileiro encerra sua participação nos Jogos Pan-Americanos com seis medalhas conquistadas. Destas, cinco foram de bronze e uma foi de ouro, conquistada por Ana Luiza Ferrão na pistola 25 m .