Publicidade
Publicidade - Super banner
Pan
enhanced by Google
 

Diego Hypólito manteria só um ouro com marcas do Pan

Na sua modalidade mais forte, ginasta fez o bastante para ser campeão no Mundial de Tóquio. Ficaria fora do pódio nas demais

Marcel Frota, especial para o iG, em São Paulo* |

Jefferson Bernardes/VIPCOMM
Diego se prepara para executar seu salto na final do Pan
Atleta de reputação respeitável na elite do esporte internacional que dá um exemplo interessante sobre a necessidade de relativizar a enxurrada de medalhas no Pan-Americano é o ginasta Diego Hypólito. Ele é bicampeão mundial no solo (Melbourne em 2005 e Stuttgart em 2007). Pouco antes de embarcar para Guadalajara, Hypólito lutava por medalhas no Mundial de Ginástica de Tóquio. Também estava em jogo sua vaga para as Olimpíadas. A competição realizada no Japão é um bom parâmetro para realização de um prospecto para a competição de Londres, em 2012. O nível técnico de ambas é similar.

Leia também: Ginástica artística feminina racha com volta de Oleg ao Brasil

Claro que, a exemplo do que acontece em outros esportes, a ginástica tem suas especificidades, sobretudo quando se leva em consideração a subjetividade envolvida na distribuição de notas pelos juizes da prova. Mas no Solo, por exemplo, especialidade de Hypólito, o ginasta conseguiu o ouro no México com uma nota que teria feito sua vida bem mais tranquila na Ásia. O topo do pódio no Pan veio com 15.800, nota que seria suficiente para lhe dar o ouro no Mundial e superar o japonês Khonei Uchimura, que derrotou o brasileiro com 15.633.

Acompanhe o Blog Espírito Olímpico

No salto, porém, Hypólito ganhou uma medalha de ouro e o bicampeonato pan-americano com uma marca que sequer o poria na final da modalidade em Tóquio. Ele não conseguiu se classificar para a decisão da medalha no Mundial (com a marca de 16.087), embora tenha feito uma nota maior do que aquela que deu o ouro a ele no México (15.875). Por equipes, o Brasil foi somente o 13º no Mundial, enquanto no Pan, comemorou mais um ouro.

Veja também: Zanetti e Diego Hypolito ganham medalhas no Mundial

"Preciso melhorar minha nota de saída nas duas provas, tanto no solo quanto no salto. No solo, tem pelo menos dois atletas no mundo que estão com nota maior que a minha, é preciso uma execução mais difícil", disse o ginaista. Ele, por enquanto, só tem vaga em Londres no solo, com o bronze no Mundial de Tóquio. Deve conseguir o índice no salto em janeiro, no evento teste de Londres.

Confira o comparativo entre as marcas que valeram ouro para a ginástica artística em Guadalajara (nas disputas individuais) e como elas se sairiam no Mundial de Tóquio:

Prova Pan Mundial Obs

Solo

Diego Hypólito: 15.800* Khonei Uchimura (Japão): 15.633 * Seria medalha de ouro no Mundial

Salto

Diego Hypólito: 15.875* Yang Hak-Seon  (Coréia do Sul) : 16.566 * Não se classificaria para a final

* Colaborou Marcel Rizzo, enviado iG a Guadalajara

Leia tudo sobre: pan 2011ginástica artística

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG