Publicidade
Publicidade - Super banner
Pan
enhanced by Google
 

'Comentarista', Romário troca as bolas e usa TV para criticar CBF

Ex-craque aproveita palanque em transmissão da Record para enfatizar precariedade do futebol feminino

iG São Paulo |

A estreia de Romário como comentarista da TV Record nos Jogos Pan-Americanos de Guadalajara foi discreta e sem grandes pérolas do ex-atacante, que costumava soltar o verbo fora de campo. O hoje deputado federal adotou um estilo ponderado, mas acabou traído pela memória algumas vezes e trocou os nomes dos atacantes Neymar e Nilmar para fazer analogias sobre a seleção feminina, que venceu a Argentina por 2 a 0.

Veja também: Futebol feminino estreia com vitória em cima da Argentina

A exceção ficou por conta de comentários sobre Ricardo Texeira, presidente da CBF (Confederação Brasileira de Futebol). Romário aproveitou as recentes trocas de acusações envolvendo a TV Record e a entidade para dar uma alfinetada. “Essa seleção já joga bem. Agora, você imagina se a CBF incentivasse e investisse o futebol feminino, assim como faz no masculino. Infelizmente, alguns dirigentes não dão o devido valor a essas meninas”, disse.

Neymar ou Nilmar?
Logo no início do jogo, válido pela primeira rodada do Grupo B, Romário “trocou as bolas” quando foi comentar o desempenho da atacante brasileira Thaisinha. “[Ela] lembra muito o estilo de jogo do Nilmar. Ela é habilidosa e sabe marcar gols”, afirmou, para em seguida dizer que se referia a Neymar.

Leia também: Romário vê Arena do Grêmio como possível sede da Copa de 2014

Pouco depois, o narrador Éder Luís falava sobre a dupla de frente do Brasil quando Romário voltou a cometer a mesma gafe. “O ataque da seleção brasileira se movimenta da mesma forma que o Paulo Henrique Ganso e o Nilmar”. Assim como havia feito, o Baixinho consertou a tempo.

Leia mais: Romário exige que Fifa respeite leis brasileiras na Copa 2014

Mas, no bom e conhecido estilo Romário, o deputado não perdeu o humor. No primeiro gol do jogo, a bola foi tocada para o fundo das redes por Thaisinha, e Romário não perdeu tempo. “Ela honrou a camisa 11”, brincou o ex-centroavante, arrancando risos de Éder Luís. “Esse é o Romário”, afirmou o narrador.

O lance do gol do Brasil foi polêmico, pois as atletas argentinas alegaram que a bola havia saído pela linha de fundo. Porém, Romário tratou logo de acabar com a discussão. “Eu, como brasileiro, afirmo que a jogada foi legal. Daqui de cima, e sem óculos, eu vi que a bola não saiu”, finalizou.

Leia tudo sobre: pan 2011romáriofutebolseleção brasileirafutebol

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG