Tamanho do texto

Carlos Banasco, presidente da federação de Cuba, aposta na conquista de pelo menos três ouros dos competidores em Guadalajara

No Pan-Americano de 2007, os cubanos conquistaram cinco medalhas no taekwondo. Foram dois ouros e três de bronzes no Rio de Janeiro, desempenho inferior apenas ao dos mexicanos . De acordo com Carlos Banasco, presidente da federação de taekwondo do país, os bons resultados devem se repetir nos Jogos de Guadalajara. Ele projeta pelo menos três medalhas de ouro na competição.

A maior aposta de Banesco é Robelis Despaigne, campeão mundial universitário e que competirá em Guadalajara na categoria acima de 80 kg. Além dele, duas mulheres são colocadas pelo cartola como favoritas ao título de suas respectivas categorias. Trata-se de Dianellis Montejo (até 49 kg) e Nidia Muñoz (até 57 kg).

Cuba contará com representantes em todas as oito provas do taekwondo que serão disputadas no Pan. A expectativa de Banesco é que todos conquistem medalhas, sobretudo por conta da ausência de alguns atletas de ponta dos outros países.

“É provável que muitas das principais figuras dos EUA e do Canadá não compitam por causa do proximidade com o torneio pré olímpico (que será disputado em novembro e define vagas para Londres-2012)”, afirmou o cartola. “Por isso, acredito que nosso principal rival no Pan deverá ser o México ”.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.